Costumes Bíblicos: Posfácio: Milênio e Cidade Eterna

Israel Institute of Biblical Studies

Posfácio: Milênio e Cidade Eterna

Bem-aventurado e santo aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre estes não tem poder a segunda morte; mas serão sacerdotes de Deus e de Cristo, e reinarão com ele mil anos.
Apocalipse 20:6
Apocalipse 20 ao 22 
O livro de Apocalipse termina com um dramático posfácio, que descreve  o milênio (mil anos) no qual Satanás é preso no abismo e Cristo e os Seus santos governam o mundo com uma "vara de ferro" (19.15; 20.1-6). Ideal quanto esta era possa ser, isto não é o céu, mas um reino terreno.(Is 24.23) Após mil anos, Satanás é solto e tenta uma revolta final contra os crentes que nasceram durante os anos milenares (20.7-10). Satanás é finalmente lançado no lago de fogo, e o julgamento do grande trono branco se segue, que resulta em todos os perdidos de todos os tempos serem lançados no lago de fogo, que é a "segunda morte" (20.11-15).
Os capítulos finais de Apocalipse (cap. 21--22) descrevem a suprema visão profética do estado eterno que inclui sete coisas novas: novo céu (21.1), nova terra (21.1), nova Jerusalém (21.2), nova ordem mundial (21.5), novo Templo (21.22), nova luz (21.23) e novo paraíso (22.1-5). Somos imediatamente levados para a grandiosidade da eterna cidade onde todos os redimidos de todos os tempos viverão em paz e harmonia para sempre. O pecado, a rebelião, a tristeza, a doença, a dor e a morte serão eliminados. É o paraíso recuperado. A árvore da vida estará ali (22.2). E, mais importante, Deus estará ali, e nós veremos a Sua face (22.4).
A revelação termina com um convite, quando o Espírito e a noiva dizem: Vem! (22.17), Jesus afirma: Certamente, cedo venho, e João acrescenta o final: Amém! Ora, vem, Senhor Jesus! (22.20). Ele finaliza com a benção de encerramento: A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja com todos vós. Amém! (22.21). 
A descrição do Armagedom
Dois autores descrevem essa batalha para nós:
A Palestina será palco de um banho de sangue de proporções jamais antes vistas, o qual fluirá do Armagedom ao norte, descendo pelo Vale de Josafá, passando pela terra de Edom, e cobrindo toda a Judeia e a cidade de Jerusalém. João vê essa cena de carnificina e descreve um [lago de] sangue que chega até o arreio dos cavalos. Uma visão como essa - um lago daquele tamanho drenado das veias daqueles que seguiram o propósito de Satanás de tentar exterminar o povo escolhido de Deus para impedir que Jesus Cristo viesse reinar - está além do alcance da imaginação humana. (PENTECOST, J.D. Prophecyfor Today.p.118).
A batalha do Armagedom resultará no massacre absoluto das legiões da besta. O resplendor da vinda de Cristo produzirá tremor e desmoralização entre tropas (Zc 12.2; 14.13). Em consequência dessa desmoralização e temor, [os exércitos] desertarão o anticristo, tornando-o inoperante (2Ts 2.8). Essa esplendorosa luz do céu produzirá espanto e cegueira nos animais e loucura nos homens (Zc 12.4). A praga que resultará dessa luz varrerá os exércitos, fazendo apodrecer a carne dos soldados estando eles ainda de pé (Zc 14.12,15). O sangue dos animais e dos homens formará um lago de 322Km de comprimento cuja altura chegará até os arreios dos cavalos (Ap 14.19,20). O mau cheiro desse amontoado pútrico de carne e sangue se espalhará por toda aquela região (Is 34.1-3). Os corpos destroçados e a carne podre dos homens e dos animais proporcionará um banquete para as aves necrófagas (Ap 19.17,18,21). Então, a besta e o falso profeta serão jogados vivos no lago de fogo por toda a eternidade (Ap 19.20). (HOYT,H. The End Times.p.165)

LEITURAS RECOMENDADA⇓












Naquele dia, diz o Senhor, ferirei de espanto a todos os cavalos, e de loucura os que montam neles; mas sobre a casa de Judá abrirei os meus olhos, e ferirei de cegueira a todos os cavalos dos povos.
Zc 12.4

DESTAQUE NO SITE

JESUS numa sociedade pluralista

Na Palestina do tempo de Jesus, a sociedade era diversificada, mais ou menos como a nossa. Em Cesaréia de Filipe, onde Pedro confe...

MAIS ACESSADOS