Costumes Bíblicos: O ESPÍRITO SANTO E JESUS

Israel Institute of Biblical Studies

O ESPÍRITO SANTO E JESUS

Qual é a obra do Espírito Santo por meio do Salvador e dos santos?
A. Ele, um dia, testemunhou por meio do corpo de Jesus (Lc 4.16-19; Jo 3.34).
B. Ele, agora, testemunha por meio do corpo de cristãos (At 1.8; 1Co 6.19; 2Co 6.16).
De que forma o Espírito Santo operou em Jesus? Qual foi o relacionamento [entre os dois] enquanto o Salvador estava na terra?
A. As palavras do Filho de Deus com relação ao Espírito de Deus.
  1. Jesus disse que o Espírito Santo o enviaria (Is 48.16).
  2. Jesus disse que Ele enviaria o Espírito Santo (Jo 14.16,17,25,26; 15.26; 16.7-14; At 1.5,8).
B. As obras do Espírito de Deus com relação ao Filho de Deus.
  1. O corpo do Salvador foi gerado pelo Espírito.
    1. Conforme explicado pelo anjo a Maria (Lc 1.35)
    2. Conforme explicado pelo anjo a José (Mt 1.18-20). Portanto, o verdadeiro milagre não estava no nascimento do Salvador, mas na Sua concepção.
  2. O Salvador experimentou a presença do Espírito Santo enquanto criança (Lc 2.40).
  3. O Salvador foi cheio do Espírito Santo de uma forma singular (Is 11.2; Mt 12.18-21; Lc 4.1; Jo 3.34). A palavra cheio refere-se, simplesmente, a "controle". Portanto, o Salvador foi totalmente pelo Espírito Santo enquanto estava na terra.
  4. O Salvador foi ungido pelo Espírito Santo durante o Seu batismo (Is 61.1; Mt 3.16; Lc 4.18; At 4.27; 10.38; Hb 1.9).
  5. O Salvador foi revestido de poder pelo Espírito Santo (Mt 12.28). De acordo com Filipenses 2.5-8, Cristo absteve-se de usar Seus atributos divinos (Sua onipresença, onisciência, etc.) de forma independente enquanto esteve na terra; em vez disso, Ele escolheu depender completamente da força e da direção do Espírito Santo. Aqui, seria útil distinguirmos entre os ministérios de enchimento, unção e revestimento de poder do Espírito Santo sobre Jesus.
    1. Enchimento. Talvez uma palavra melhor fosse controle. Isso quer dizer que Jesus andava em completa obediência ao Espírito Santo em relação às Suas obras, palavras e pensamentos durante Sua vida terrena.
    2. Unção. Assim como os profetas, sacerdotes e reis eram ungidos com óleo para realizarem ministérios especiais no Antigo Testamento, Jesus foi ungido pelo Espírito Santo durante o Seu batismo ao começar Seu ministério especial como o Messias prometido de Israel.
    3. Revestimento de poder. Uma referência ao poder e à habilidade necessários para realizar as diversas tarefas ungidas. Esse poder pode ser visto claramente: (1) Em Seu ministério de pregação e ensino (Lc 4.14,18,19). (2) Em Seu ministério de cura e libertação (Mt 12.22-29; At 10.38).
  6. A divindade do Salvador foi corroborada pelo Espírito Santo (1Co 12.3; 1 Jo 4.2,6).
  7. O Salvador foi selado pelo Espírito Santo (jo 6.27). O selo aqui demonstrou a identificação do Filho com o Pai e com o Espírito. Ele também confirmou Sua genuinidade, valor e autoridade.
  8. O Salvador era guiado pelo Espírito Santo (mt 4.1). Aqui, podemos ver um princípio espiritual muito importante. Não é pecado ser tentado, e sim um privilégio, além de ser uma oportunidade gloriosa de vencer a tentação e, assim, glorificar a Deus (Veja 1Co 10.13; Tg 1.2-4; 1 Pe 1.6-8)!
  9. O Salvador alegrou-se no Espírito Santo (Lc 10.21).
  10. O Salvador entristeceu-se pelo Espírito Santo (Jo 11.33). Cerca de 700 anos antes de Belém, Isaías havia previsto que o Messias seria um homem do Espírito (Is 61.1) e um homem de dores (Is 53.3).
  11. O Salvador ofereceu a si mesmo no Calvário por intermédio do Espírito Santo (Hb 9.14). Portanto, o Espírito de Deus, que um dia havia dirigido a concepção do corpo terreno de Jesus (Lc 1.35), também promoveu a Sua crucificação (Lc 23.33).
  12. O Salvador foi ressuscitado pelo Espírito Santo (Rm 1.4; 1Pe 3.18).
  13. O Salvador ensinou os Seus discípulos após a ressurreição, por intermédio do Espírito Santo (At 1.2).
  14. O Salvador retornará e ressuscitará os corpos mortos dos cristãos já falecidos, por intermédio do Espírito Santo (Rm 8.11). A conclusão deveria ser óbvia: se o Filho impecável de Deus achou necessário depender totalmente do Espírito Santo para formar cada uma das Suas palavras e guiar cada um dos Seus passos, quão mais absolutamente vital isso é para nós?
Amém!

DESTAQUE NO SITE

SOBRE O FALSO PROFETA

O que sabemos sobre o falso profeta? (Ap 13.11) A Sua identidade. Quem é a segunda besta de Apocalipse 12, que também é chamada em ...

MAIS ACESSADOS