Costumes Bíblicos: Os problemas em Éfeso - Paulo e Timóteo

Israel Institute of Biblical Studies

Os problemas em Éfeso - Paulo e Timóteo

1TIMÓTEO
1TM 1:
A pregação de Paulo havia sido muito bem aceita em Éfeso e nos seus arredores (At 19; veja também "A cidade de Éfeso"). Muitas igrejas cristãs haviam surgido como que do dia para noite. E Paulo logo percebeu que essas igrejas eram vulneráveis ao ataque de falsas doutrinas (At 20.29-30). Dez anos depois, seus temores se haviam confirmado. Lendas judaicas apócrifas e genealogias (4) estavam sendo usadas como base para ensinamentos estranhos. Era um enfoque errado no uso da lei do AT, e Timóteo devia impedir a propagação dessas idéias. A mensagem cristã deve resultar em especulação. Parece que sempre é mais fascinante discutir sobre assuntos obscuros do que viver a vida cristã.
Paulo já era cristã havia mais de 30 anos. Tinha viajado, pregando o evangelho, ao longo de 20 anos. Porém jamais esqueceu que no passado estava determinado a destruir essa "seita" (13; At 8.13; At 9). Jamais deixou de se maravilhar com o fato de Deus usar um homem como ele para a sua obra. É ótimo o conselho de Paulo: "Conserve a sua fé e mantenha a sua consciência limpa".
Sã doutrina (10) Essa é uma ênfase frequente nas cartas pastorais. Como este versículo deixa claro, esse "verdadeiro ensinamento" inclui não apenas o que se deve crer com base no evangelho pregado pelos apóstolos, mas também a manifestação dessa fé numa conduta cristã.
As profecias (18) A indicação (dada a Paulo ou recebida quando Timóteo foi comissionado) de que Deus havia escolhido Timóteo para aquela tarefa.
Entreguei a Satanás (20) Não sabemos exatamente o que isso significa - mas veja as anotações sobre 1Co 5.5.
1TM 2: Homens e mulheres na igreja
A oração é de suma importância. Isto inclui oração pelas autoridades, para que os cristãos levem vida pacífica que lhes permita concentrar-se na propagação das boas novas para todos, como Deus quer (4).
Na assembléia, os homens devem orar, sem ódio e sem brigas. As mulheres cristãs devem se preocupar com a conduta, e não com as roupas, e não devem ter autoridade sobre os homens. A mensagem cristã elevou o status das mulheres (veja, p.ex., Gl 3.28). Mas Deus não queria que elas assumissem o controle de tudo. Homens e mulheres são iguais diante de Deus, mas seus papéis não são idênticos. Neste caso, Paulo não estava, de forma arbitrária, escolhendo as mulheres para uma censura especial. Ele está sendo imparcial, pois corrige abusos no culto, cometidos por tanto por homens briguentos como por mulheres usurpadoras e despreparadas. (Nada do que Paulo diz aqui proíbe as mulheres de colocarem em prática os dons que receberam de Deus para o serviço).
V.15 Paulo jamais teria feito da maternidade o meio de salvação da mulher (compare com o v. 5)! O pensamento pode ser uma continuação dos vs. 13-14, ou seja, embora a mulher tenha sido a primeira a pecar, foi através dela que nasceu o Salvador. Ou o significado pode ser que ela ficará a salvo ou protegida ao dar à luz. Paulo claramente esperava que as mulheres cristãs se casassem e tivessem filhos.
1Tm 3: Os líderes da igreja
Paulo costumava nomear vários presbíteros em cada igreja, para a função de liderança (At 14.23). (A palavra grega epískopos, traduzida "bispo", significa, literalmente "supervisor".) "Supervisionar" o que acontecia era uma das funções dos presbíteros. Estes, por sua vez, eram auxiliados pelos "assistentes" ("diáconos", 8).
A lista de qualificações para esses líderes, elaborada por Paulo, é bem razoável. Eles devem ser homens que têm controle de si mesmos e de suas famílias, deram provas de fidelidade cristã e são respeitados pelos de fora. Timóteo não era, por natureza, uma pessoa que tinha facilidade de se impor. Ter em mãos um texto com a autoridade de Paulo era quase tão bom quanto ter a presença do próprio apóstolo ali em Éfeso (14-15).
Mistério (9) O segredo de Deus revelado em Jesus Cristo. A fé cristã foi dada por Deus, não inventada por pessoas.
V. 11 "Mulheres" ou "esposas": a palavra grega pode ter os dois significados, dependendo do contexto. Aqui não fica claro se Paulo quis dizer diaconisas ou esposas dos diáconos.
V. 16 Paulo aparentemente está citando um hino cristão.
1Tm 4: Os falsos mestres - e os verdadeiros
A fonte última das falsas doutrinas é o próprio Satanás, o Inimigo. Elas são promovidas por aqueles que têm a consciência cauterizada. Proíbem o casamento e exigem abstinência de alimentos - coisas que Deus criou para o nosso bem. Afirmam que seu pensamento é supercristão, quando, na realidade, é subcristão.
VEJA TAMBÉM:
discipulado
Timóteo, como mestre verdadeiro, devia deixar isso claro. E não só com palavras. Toda a sua vida devia mostrar o que ele ensinava aos outros. Assim, devia deixar a verdade moldar a vida dele (6); tinha que estar sempre espiritualmente preparado (7-8). Devia ter constante cuidado de si mesmo e da doutrina. Os mais velhos talvez não reconhecessem sua autoridade, porque Timóteo era jovem. No entanto, o caráter cristão se impõe em qualquer idade.
1Tm 5.1--6.2: Como lidar com pessoas na igreja
5.1-2: O conselho de Paulo é sábio: trate os outros como se fossem a sua própria família (1-2).
5.3-16: Viúvas que não têm como se sustentar merecem cuidado especial. Sua sorte não era nada invejável. Na época de Paulo, havia alguma distribuição de alimentos em Roma e alguns outros lugares, mas nenhuma forma de previdência social organizada pelo Estado. A igreja logo percebeu as necessidades e aceitou sua responsabilidade (At 6.1). Mas logo isso se tornou um problema considerável, e nem todos os casos tinham a mesma gravidade. A regra de Paulo é que a igreja deve reservar sua ajuda àquelas que não têm ninguém para cuidar delas. Deve colocar na lista apenas viúvas de mais idade, de bom caráter cristão, e dedicadas ao serviço cristão. As mais jovens devem se casar outra vez. E sempre que possível as viúvas devem ser amparadas por seus próprios parentes. Na cidade em que a deusa Diana era servida por inúmeras prostitutas, a reputação das mulheres que serviam a Cristo devia ser irrepreensível.
5.17-22,24-25: Os anciãos devem ser escolhidos com cuidado, tratados com respeito, e pagos por seu trabalho. Eles são facilmente alvo de falsas acusações. Timóteo devia ter o cuidado de ser justo em situações assim.
O v. 23 é uma observação parentética de caráter pessoal. Sem dúvida, Timóteo tinha problemas de saúde e precisava se cuidar.
6.1-2: Como cristãos, os escravos eram pessoas livres; no entanto, não deviam manchar o nome de Cristo, desrespeitando os seus donos (veja Ef 6.5-9; Fm).
5.9 O grego significa, literalmente, "mulher de um só homem".
5.22 "Impor as mãos" significa comissionar para o serviço cristão.
5.23 Um bom conselho médico na época; o vinho neutralizava algumas das impurezas prejudiciais que havia na água.
1Tm 6.3-21: "Combata um bom combate da fé"
O assunto das falsas doutrinas volta à tona. Os vs. 3-5 nos dão uma descrição sombria daquilo que Timóteo tinha que combater na igreja: questões, contendas de palavras, discussões sem fim. O "conhecimento" (gnosis, 20) superior reivindicado por essas pessoas viria a se transformar numa heresia mais ampla, chamada de "gnosticismo", cujos adeptos achavam que podiam descartar algumas das verdades cristãs fundamentais, inclusive a verdadeira humanidade de Cristo.
Alguns pensavam que a religião era um meio de enriquecer (5). E os cristãos são ricos - mas não de dinheiro. O dinheiro em si não é mau, mas o desejo de ter sempre mais é fonte de todos os tipos de males. Os cristãos ricos (17-19) avaliam sua riqueza em termos de prontidão para repartir e de boas ações praticadas a favor dos outros.
Como homem de Deus, Timóteo devia fugir das armadilhas do dinheiro. Fé, amor, perseverança e bondade deviam ser seus alvos no "bom combate da fé". Um dia Jesus voltará em glória: a vida deve ser vivida à luz desse fato.
A raiz (10) São mais adequadas as traduções que dizem "uma raiz", "raiz" (ARA), "uma fonte" (NTLH).
Vs. 15-16 O estilo dessa doxologia é bem judaico. É possível que Paulo tenha se baseado numa formulação usada nas sinagogas.
VAMOS AVANÇAR!
CLICK NA IMAGEM ABAIXO PRA CONTINUAR O ESTUDO: 

2TIMÓTEO


DESTAQUE NO SITE

JESUS numa sociedade pluralista

Na Palestina do tempo de Jesus, a sociedade era diversificada, mais ou menos como a nossa. Em Cesaréia de Filipe, onde Pedro confe...

MAIS ACESSADOS