Costumes Bíblicos: As cidades fortificadas do rei Salomão

Israel Institute of Biblical Studies

As cidades fortificadas do rei Salomão



As ruínas da porta da cidade de Salomão em Hazor e as plantas baixas encontradas também em Megido e Gezer confirmam a exatidão histórica dos relatos bíblicos.
As cidades fortificadas do rei Salomão
Ao escavar a cidade perdida ou esquecida de Hazor, o arqueólogo Ygael Yadin usou os textos bíblicos para ajudá-lo a recuperar sua história. Aos pés da grande colina baixa, uma área construída de uns 68 hectares; a maior cidade da Terra Santa que remonta ao tempo dos cananeus; a cidade que a Bíblia descreve como "capital de todos esses reinos" (Js 11.10). Havia ali uma grossa camada de cinzas, provável evidência da destruição da cidade por Josué na segunda metade do século 13 a.C.
"A cidade baixa jamais foi reconstruída. Os campos de hoje apenas cobrem as ruínas da última cidade cananéia. Mas a Bíblia nos diz que Salomão reconstruiu a cidade. Mas, então, onde ela ficava...?
Na verdade, encontramos a cidade de Salomão, sobre a colina (o tell) propriamente. Quando escavamos sob o estrato mais antigo, descobrimos as fortificações de Salomão. Chamamos isto de parede de casamata: parede dupla com uma parede exterior e interior dividida em cômodos. Perto dali encontramos o portão da cidade de Salomão. Ficamos surpresos com o fato de que era muito semelhante estruturalmente ao portão descoberto muitos anos atrás em Megido e também atribuído a Salomão. Isto se deve, é claro, ao fato de Salomão ter reconstruído três cidades: Gezer, perto de Jerusalém, Megido e Hazor. Assim, copiamos a planta do portão de Megido antes de continuar a escavação. Marcamos no chão e dissemos a nossos operários: 'Cavem aqui e vocês encontrarão um muro. Cavem aqui e vocês encontrarão uma sala.'
É claro que, quando encontramos exatamente o que dissemos, pensaram que éramos adivinhos! No entanto, os operários que conheciam a Bíblia - quando li novamente a passagem para eles - perceberam como havíamos chegado a esta solução. Nosso prestígio caiu muito; mas o da Bíblia aumentou como nunca.
Assim, em Megido e Hazor; foram encontrados portões que tinham exatamente a mesma estrutura e as mesmas dimensões. E que dizer da terceira cidade - Gezer - mencionada naquela passagem no livro de Reis...?
Por causa da passagem bíblica, decidi tirar da prateleira o relatório em três volumes sobre as escavações que Macalister havia feito ali, muito tempo atrás. Para minha surpresa e alegria, no primeiro volume descobri o que Macalister classificou como planta de um castelo do período dos macabeus, que parecia idêntico ao do nosso portão e da nossa parede de casamata. Ele escavara só metade do portão, e por causa disto ele não era visível. Mas eu publiquei um artigo sugerindo que este era, na realidade, o portão e as fortificações de Salomão...
Uma expedição americana do Hebrew Union College foi a Gezer; e um de seus objetivos era testar minha teoria. Foram muito cautelosos, mas encontraram a segunda metade do portão. E, mais importante ainda, no piso da área onde ficava o portão encontraram peças de cerâmica do século 10 a.C., que é a época de Salomão. Assim, nas três cidades que, segundo a Bíblia, foram reconstruídas por Salomão, foram encontradas fortificações e portões idênticos."


DESTAQUE NO SITE

JESUS numa sociedade pluralista

Na Palestina do tempo de Jesus, a sociedade era diversificada, mais ou menos como a nossa. Em Cesaréia de Filipe, onde Pedro confe...

MAIS ACESSADOS