Costumes Bíblicos: Introdução ao ESPÍRITO SANTO

Israel Institute of Biblical Studies

Introdução ao ESPÍRITO SANTO


UMA INTRODUÇÃO AO ESPÍRITO SANTO
O Espírito Santo é mencionado mais de 100 vezes no Antigo Testamento. Só o Novo Testamento contém, aproximadamente, 261 passagens que se referem ao Espírito Santo. Ele é mencionado 56 vezes nos Evangelhos, 57 vezes no livro de Atos dos Apóstolos, 112 vezes nas epístolas paulinas e 36 vezes nos demais livros do Novo Testamento.
O início do ministério do Espírito Santo na Igreja Primitiva
Pouco antes de Sua ascensão, Cristo ordenou Seus apóstolos que não se ausentassem de Jerusalém, mas que esperassem a promessa do Pai (At 1.4). Muita tinta foi usada na tentativa de explicar essas palavras: "a promessa do Pai". Muitas passagens das Escrituras esclarecem que essa promessa do Pai (Jl 2.28; At 2.16) e também do Filho (Jo 14.16,26; 15.26; 16.7) foi uma referência à chegada do Espírito Santo.
Evidentemente, o Espírito Santo já havia realizado um ministério no Antigo Testamento, mas agora, Seu trabalho era introduzir três elementos completamente novos.
(1) Universalidade. Antes desse mimento, o Espírito Santo confinava Seu trabalho com a humanidade à nação de Israel. Não há registro antes do livro de Atos, onde Ele desceu sobre os gregos ou romanos e babilônios etc. Mas agora, Ele estava vindo para abençoar todos os pecadores arrependidos em todos os lugares.
(2) Permanência. Ainda que o Espírito Santo tenha tomado certos homens do Antigo Testamento, frequentemente Ele também partia deles.
  1. Como evidenciado pelo caso de Sansão. Esse forte hebreu gozou da presença do Espírito Santo em diversas ocasiões (Jz 14.6,19; 15.14). Mas então, por causa do pecado e da imoralidade, o Espírito de Deus abandonou-o  (Jz 16.20).
  2. Como evidenciado pelo caso de Saul. Assim como Sansão, o Espírito Santo foi a Saul (1Sm 10.10), mas posteriormente o deixou (1Sm 16.14).
  3. Como evidenciado pelo caso de Davi. O Espírito de Deus veio a Davi quando ele foi ungido por Samuel (1Sm 16.13) e, tanto quanto podemos saber, permaneceu com ele até a morte. Mas Davi percebeu que o Espírito Santo poderia partir e, ao menos, em uma ocasião, suplicou ao Senhor para que isso não ocorresse (Sl 51.11). Hoje, nenhum cristão, nem mesmo deve, fazer essa oração. No entanto, milhões de fiéis poderiam ganhar algo ao orarem a próxima frase do salmo de confissão de Davi: Torna a dar-me a alegria da tua salvação (Sl 51.12). Davi fez essa oração após seu grande pecado com Bate-Seba.
(3) Perfectibilidade. Isto é, o novo ministério do Espírito Santo consistiria em fazer com que todos os pecadores penitentes crescessem na graça e tornassem-se como Jesus. Esse não era o caso no Antigo Testamento. Não há indicação de que a natureza moral e espiritual de Saul ou de Sansão foi melhorada pela presença do Espírito Santo. Aparentemente, eles afetavam apenas Seu poder, e não Sua pureza.

VEJA TAMBÉM:


NOMES E TÍTULOS DO ESPÍRITO SANTO  
O ESPÍRITO SANTO E JESUS 

DONS ESPIRITUAIS ⇓
O ESPÍRITO SANTO EM ATOS 

DESTAQUE NO SITE

JESUS numa sociedade pluralista

Na Palestina do tempo de Jesus, a sociedade era diversificada, mais ou menos como a nossa. Em Cesaréia de Filipe, onde Pedro confe...

MAIS ACESSADOS