Costumes Bíblicos: Isaías caps. 60 ao 66 Página "F"

Aprenda Hebraico Online

Isaías caps. 60 ao 66 Página "F"

Is 60--62: A cidade gloriosa
No vão intransponível que separa a vergonha de Israel, de um lado (cap. 59), de sua glória, do outro lado (caps. 60--62, se coloca a figura do Deus Vingador e Redentor (59.16-20). Agora o juízo dá lugar à promessa realizada.
O cap. 60 descreve a incrível transformação de Jerusalém. Agora ela está cheia de glória, luz, alegria, exaltação. Isaías vê o retorno do favos de Deus em termos bem "terrenos": muita riqueza, poder e influência. Mesmo assim, esta é uma terra bem diferente da que conhecemos (17-22), e o NT traduzirá o conceito de Isaías para termos espirituais e universais (veja caps. 54 _ 55, acima).
A voz anônima que aparece em 61.1-3 é a do Servo. Ás vezes esta passagem é considerada um quinto Cântico do Servo. (Em Lc 4.16-21, Jesus, ao anunciar a sua missão, leu estas palavras.) Em 61.5-9, o povo de Deus se torna a nação de sacerdotes que ele sempre desejou que fosse (Êx 19.6; e veja 1Pe 2.9), prorrompendo num cântico de louvor (10-11).
Está chegando o dia (cap.62) em que Deus poderá se alegrar e ficar satisfeito com o seu povo: em dia que se deve aguardar, pelo qual se deve orar (6), e para o qual é preciso se preparar (10).
60.6-7 "Efa" era uma tribo midianita; "Quedar" e "Nebaiote", tribos árabes. Sua riqueza estava em seus camelos, ovelhas e cabras.
O dobro (61.7) Aqui Isaías tem em mente a parte que cabia do primogênito (o dobro em relação aos outros filhos).
Is 63.1-6: O Vingador
Veja também 59.16-19. Edom (que significa vermelho), com sua capital, Bozra, representa todos os inimigos do povo de Deus. Trata-se de um quadro assustador, mas enquanto o inimigo não for derrotado, o povo de Deus não poderá ser liberto (veja Ap 19.11-16).
Is 63.7--64.12: O profeta ora pelo povo
A oração do profeta aparece um salmo. A lembrança da bondade e da fidelidade de Deus no passado, seu atos de poder nos dias de Moisés (63.7-14), resulta num apelo fervoroso (63.15-19). Onde estavam agora o cuidado e o poder de Deus? Por que ele não rasgava os céus para vir resgatar o seu povo angustiado? Seria Deus impassível? Ele não faria nada?
63.9 ARA traduz o hebraico por "o Anjo da sua presença os salvou", ao passo que NTLH traz "quem os salvou foi ele mesmo, e não um anjo ou qualquer outro mensageiro". De qualquer forma, Deus se revela, se faz presente, e cuida do seu povo. No livro do Êxodo, em muitos casos "o Anjo do Senhor" é praticamente sinônimo de "o Senhor".
Is 65--66: A resposta de Deus: uma nova criação
Deus não deixa o profeta sem resposta. Ele sempre estivera pronto para ajudar, mas seu povo jamais o buscou. Ele irá responder a oração do seu povo de uma forma que vai superar tudo que eles poderiam ter imaginado. Mas a resposta será dupla: para aqueles que se colocam contra ele, destruição total, a eliminação de todo vestígio do mal; para os fiéis, vida, alegria, e paz inimagináveis num novo céu e uma nova terra.
Assim, estas últimas profecias de Isaías destacam dois destinos diferentes, num contraste acentuado entre luz e trevas. Deus não pode ignorar o mal. Aqueles que continuam no pecado (65.1-7, 11-14), que se recusam a dar atenção a Deus (66.3-4), serão julgados. Mas, em seu novo mundo, Deus tem um lugar reservado para os de fé humilde (65.8; 66.2). A nação renascerá (66.9), seu sofrimento será coisa do passado. Estes são os fiéis (o "remanescente" do povo de Deus). Deus está julgando as nações (66.18-19). Ele poupará alguns, enviando-os a terras distantes, para que falem da sua grandeza aos que não o conhecem e tragam de volta o seu povo que ainda se acha disperso.
A bela descrição final de Jerusalém, cidade visitada por peregrinos de todas as nações que vêm adorar a Deus (66.23), tem seu outro lado, mais sombrio, no destino daqueles que rejeitam a misericórdia de Deus ( 24).
65.8 O cacho não é dos melhores, mas contém algumas uvas boas que não devem ser descartadas.
Fortuna... Destino (65.11) Gade e Meni (veja NTLH), os deuses pagãos do destino, aos quais eram oferecidos sacrifícios.
65.25 veja 11.6-9.
66.19 Isaías descreve pessoas que vêm de terras distantes: da Espanha (Társis), no extremo ocidente; da África (Pul e Lude), ao sul; da Anatólia (Tubal), no extremo norte); e da Grécia (Javã).

DESTAQUE NO SITE

INTRODUÇÃO AO INFERNO

Por que o inferno existe? A justiça de Deus exige um inferno . Além de afirmações diretas, as Escrituras oferecem motivos para a existê...

MAIS ACESSADOS