Costumes Bíblicos: O recenseamento

Aprenda Hebraico Online

O recenseamento

O RECENSEAMENTO
Lc 2.1-5 afirma que o Imperador romano César Augusto ordenou um recenseamento por volta da época do nascimento de Jesus, e que José, juntamente com Maria, foi de Nazaré até Belém, a sua cidade natal, para se registrar.
O nascimento de Jesus foi marcado por este fato histórico que, conforme a mente do evangelista Lucas, serviu de data para fixar a época desse maravilhoso acontecimento:E aconteceu,naqueles dias, que saiu um decreto da parte de César Augusto, para que todo o mundo se alistasse.(Este primeiro alistamento foi feito sendo Cirénio governador da Síria.) (Lc 2.1,2).
Nada aparentemente mais simples do que esta afirmação. Contudo, ela está cheia de dificuldades e tem criado um problema exegético que, depois de intermináveis discussões, não recebeu ainda solução totalmente satisfatória.Basta-nos cometar aqui sumariamente os dados que Lucas nos proporcionou. Manifesto é o duplo propósito que moveu o evangelista a escrever estas linhas: explicar por que Jesus nasceu em Belém, uma vez que sua mãe e seu pai adotivo estavam residindo em Nazaré, relacionando com um acontecimento que interessava a todo o mundo.
Belém
O mencionado senso, como todas as operações dessa natureza, consistia em inscrever em registro públicos o nome, a idade, a profissão, a fortuna, os filhos dos cabeças das famílias de uma comarca, cuja intenção, na maioria das vezes, era lançar sobre  eles impostos.
O decreto estabelecido por César Augusto, o primeiro imperador romano, alcançava, conforme o propósito dele, todos os territórios que fizessem parte das províncias romanas, reinos subjugados ou aliados que dependiam do imenso e potente império, designado pela hiperbólica expressão de toda a população do império (Lc 2.1 ARA).
Nenhum outro historiador daquela época menciona isso; mas a habitual fidelidade de Lucas é suficiente garantia de sua veracidade,tanto neste ponto como em todos os outros. 
Esse recenseamento é um dos problemas mais difíceis de resolver no NT e muito já foi escrito sobre ele.
Veja aqui sobre:César Augusto e o Censo 
Há três grandes recenseamentos bem documentados que foram ordenados por Augusto: em 28 a.C., em 8 a.C., e em 14 d.C. Mas esses aparentemente eram apenas para cidadãos romanos, e José não era um cidadão romano. Além disso, para o tempo de Augusto, há vários registros de recenseamentos nas províncias para os que não eram cidadãos romanos, com a finalidade de taxação. Por exemplo, segundo Josefo, em 6 d.C., dez anos após a morte de Herodes, o Grande, houve um recenseamento na Judéia realizado por Quirino, governador da Síria. Também Lucas se refere a esse recenseamento, At 5.37.
Porém, não há registro de um recenseamento para fins de taxação na Judéia na época do nascimento de Cristo, o que cria um problema para a interpretação de Lc 2.1-5. Mas se esse recenseamento não era para fins de cobrança de imposto, e sim para sujeição e lealdade a César Augusto, o problema está resolvido. Algumas traduções de Lc 2.1-5 indicam que esse recenseamento era para fins de taxação, mas o texto grego de Lucas não traz esta informação.
O historiador Orósio, do século 5, afirma: "Augusto ordenou que fosse feito um recenseamento em todas as províncias e que todos os homens fossem registrados. Assim, naquela época, Cristo nasceu e foi incluído na lista do recenseamento romano".
O historiador judaico Josefo parece se referir ao mesmo acontecimento: "Quando todo o povo dos judeus provou sua boa vontade em relação a César e ao governo do rei, esses mesmos homens [os fariseus] não juraram, sendo cerca de seis mil".O contexto destas palavras em Josefo permite concluir que esse recenseamento de lealdade a César Augusto ocorreu cerca de um ano antes da morte de Herodes, o Grande, e isto condiz perfeitamente com o recenseamento mencionado em Lc 2.1-5.
Há, ainda, outro problema com esse recenseamento. Lc 2.2 geralmente é traduzido por "este primeiro recenseamento foi feito quando Quirino era governador da Síria". Acontece, porém, que Quirino só se tornou governador da Síria em 6 d.C. No entanto, a estrutura do texto grego, em Lc 2.2, é incomum e uma tradução alternativa é: "Este recenseamento foi feito antes daquele realizado quando Quirino era governado da Síria".
Como dissemos, este recenseamento posterior ocorreu em 6 d.C., e Lucas estava bem ciente disso (At 5.37).
Assim, o recenseamento anterior mencionado em Lc 2.1-5, nos dá uma pista sobre a data do nascimento de Jesus. O recenseamento de sujeição e lealdade que ocorreu cerca de um ano antes da morte de Herodes condiz com o nascimento de Cristo em 4 a.C. Veja abaixo, mais detalhes sobre o ano do nascimento de Jesus Cristo.
CLICK AQUI 


DESTAQUE NO SITE

Como o Novo Testamento chegou até nós

Foto:O mais antigo saltério cóptico completo. A história de como o Novo Testamento foi escrito, copiado e traduzido é um tópico importa...

MAIS ACESSADOS