Costumes Bíblicos: Introdução à Bíblia

Israel Institute of Biblical Studies

Introdução à Bíblia

INTRODUÇÃO À BÍBLIA
Qual o duplo propósito das Escrituras?
O primeiro propósito tem a ver com o Deus soberano, enquanto o segundo tem a ver com os santos de Deus.
As Escrituras e o Deus soberano
Elas foram escritas para oferecer-nos um relato duplo do trabalho de Deus.
Como definido.
Tudo o que Deus fez, está fazendo ou fará pode ser colocado debaixo de uma de duas categorias: Sua obra na criação ou Sua obra na redenção.
Como descrito.
Existem dois dias especiais, quatro capítulos especiais e nove festas especiais que nos fazem lembrar da grande obra de Deus na criação e na redenção.
Os dois dias especiais.
a) Sábado, lembrando-nos de Sua obra na criação (Êx 20.8-11).
b) Domingo, lembrando-nos de Sua obra na redenção (Mt 28.1).
Os quatro capítulos especiais.
a) Gênesis 1. O relato do homem sendo feito à imagem de Deus. Ele fala da criação (Gn 1.26,27).
b) Lucas 2. O relato de Deus sendo feito à imagem do homem. Ele fala da redenção (Lc 2.7; Jo 1.14).
c) Apocalipse 4. O relato do céu agradecendo a Deus por Sua obra na criação (Ap 4.11).
d) Apocalipse 5. O relato do céu agradecendo a Deus por Sua obra na redenção (Ap 5.9).
As nove festas especiais.
(1) Sua obra criadora, como visto:
a) Pelo Sábado semanal (Êx 20.8-11; Lv 23.3).
b) Pela Festa do Sábado do sétimo ano (Êx 23.10,11; Lv 25.27).
c) Pela Festa do Sábado do quinquagésimo ano (Lv 25.8-16).
(2) Sua obra redentora, como visto:
a) Pela Festa da Páscoa (Lv 23.4-8). Ela fala do Calvário (1Co 5.7).
b) Pela Festa das Primícias (Lv 23.9-14). Ela fala da ressurreição (1Co 15.23).
c) Pela Festa do Pentecostes (Lv 23.15-22). Ela fala da vinda do Espírito Santo (At 2.1).
d) Pela Festa das Trombetas (Lv 23.23-25). Ela fala do arrebatamento e da segunda vinda (1Ts 4.13-18; Ap 11.15).
e) Pelo Dia da Expiação (Lv 23.26-32). Ela fala da iminente grande tribulação (Ap 6--19).
f) Pela Festa dos Tabernáculos (Lv 23.33-44). Ela fala do milênio (Ap 20.1-6).
Elas foram escritas para oferecer-nos um relato de cinco aspectos sobre o Cordeiro de Deus.
(1) O Antigo Testamento registra o preparo para a vida de Jesus.
a) Para que possamos estar cientes de Sua vinda  (Lc 24.27; Jo 5.39).
b) Para que possamos estar seguros de Sua segunda vinda (Rm 15.4; 1Co 10.11).
(2) Os Evangelhos registram a manifestação da vida de Cristo.
a) O fato de Seu nascimento (Lc 2.1-20).
b) O fato de Sua morte (Mt 27; Mc 15; Lc 23; Jo 19).
c) O fato de Sua ressurreição (Mt 28; Mc 16; Lc 24; Jo 20).
d) O fato de Sua ascensão (Mc 16.19; Lc 24.51).
(3) O livro de Atos dos Apóstolos registra a propagação da vida de Jesus.
a) A origem da Igreja primitiva (At 2.1-13).
b) A obediência da Igreja primitiva.
  • Sua mensagem (At 5.42).
  • Seus ministros. Serviram em Jerusalém, Judeia e Samaria, liderados por Pedro, Tiago-o meio-irmão de Jesus, o apóstolo João, o evangelista Filipe e Estêvão (At 1--12).
  • Seus missionários. Serviram por todo o mundo conhecido, liderados por Paulo, Barnabé, Timóteo, Tito e Silas (At 13--28).
(4) As epístolas registram a interpretação da vida de Jesus.
a) As razões para o Seu nascimento (1Tm 1.15; Hb 10.4-7).
b) As razões para a Sua morte (Rm 4.25; 5.8,9; Hb 2.14,15).
c) A razão para a Sua ressurreição (Rm 4.25; 1Co 15.20-28).
d) A razão para a Sua ascensão (Rm 8.34; Hb 4.14-16; 9.24).
(5) O livro de Apocalipse registra a coroação do Rei Jesus.
a) Apocalipse 1--3: As testemunhas do Cordeiro.
b) Apocalipse 4--5: A adoração ao Cordeiro.
c) Apocalipse 6--19: A ira do Cordeiro.
d) Apocalipse 20: A maravilha do Cordeiro (seu reino milenar).
e) Apocalipse 21--22: A Noiva do Cordeiro (a Igreja).
As Escrituras e os santos de Deus.
O que a Bíblia faz pelo cristão.
  1. Sustenta (Sl 119.116).
  2. Ordena os passos (Sl 119.133).
  3. Produz alegria (Sl 119.162).
  4. Fortalece (Sl 119.28; 1Jo 2.14).
  5. Dá esperança (Sl 119.74,81).
  6. Dá luz (Sl 119.105,130).
  7. Dá compreensão (Sl 119.169).
  8. Mostra a vontade de Deus (Is 55.11).
  9. Edifica (At 20.32).
  10. Produz fruto (Jo 15.7,8).
  11. Convence do pecado (Hb 4.12).
  12. Converte a alma (Tg 1.18; 1Pe 1.23).
  13. Purifica a consciência (Jo 15.3).
  14. Consagra a vida (Jo 17.17).
  15. Corrige o erro (2Tm 3.16).
  16. Confirma o certo (Jo 8.31).
  17. Consola o coração (Sl 119.50,54).
O que a Bíblia exige do cristão.
Diante dos benefícios apontados, o cristão é exortado a:
  1. Lê-la (Dt 31.11; Is 34.16; Lc 4.16; Ef 3.4; Cl 3.16; 4.1; 1Ts 5.27; 2Tm 4.13; Ap 1.3).
  2. Observá-la (Sl 119.9; 1Tm 4.16).
  3. Semeá-la (Mt 28.19,20).
  4. Desejá-la (1Pe 2.2).
  5. Pregá-la (2Tm 4.2).
  6. Manejá-la bem (2Tm 2.15).
  7. Viver de acordo com ela (Mt 4.4).
  8. Usá-la (Ef 6.17).
  9. Sofrer por ela e, se necessário, morrer por ela (Ap 1.9; 6.9; 20.4).
Quais são alguns dos nomes-chave e títulos para a Bíblia e porções da Bíblia?

Bem-aventurados os que guardam os seus testemunhos, e que o buscam com todo o coração.
Salmos 119:2
  1. O livro de Moisés (2Cr 25.4).
  2. O livro da profecia (Ap 22.18,19).
  3. O livro do concerto (Êx 24.8).
  4. O livro do Lei (Dt 28.61).
  5. O livro dos profetas (At 7.42).
  6. O livro da verdade (Dn 10.21).
  7. Os mandamentos (Sl 119.6).
  8. Os concertos (Rm 9.4,5).
  9. O evangelho (Mc 16.15).
  10. O evangelho de Cristo (1Co 9.12).
  11. O evangelho de Deus (1Ts 2.9).
  12. O evangelho da graça (At 20.24).
  13. Decretos, estatutos (1Rs 9.4; Sl 119.24).
  14. Santas Escrituras (Rm 1.2; 2Tm 3.15).
  15. Lei, lei perfeita (Sl 19.7; Tg 1.25).
  16. A Lei e os profetas (Mt 5.17).
  17. Palavras vivas, oráculos vivos (At 7.38).
  18. Pergaminhos (2Tm 4.13).
  19. Preceitos (Sl 19.8).
  20. Escrituras (Lc 24.27). a) Usado para descrever o Antigo Testamento (Lc 24.27). b) Usado para descrever o Novo Testamento (2Pe 3.16). c) Usado para descrever a Bíblia toda (2Tm 3.16).
  21. Rolo, volume (Sl 40.7; Hb 10.7).
  22. Espada do Espírito (Ef 6.17).
  23. Palavra (Sl 119.9; 2Tm 4.2).
  24. Palavra de Cristo (Cl 3.16).
  25. Palavra de fé (Rm 10.8).
  26. Palavra de Deus (Hb 4.12).
  27. Palavra de Sua graça (At 20.32).
  28. Palavra de vida (Fp 2.16).
  29. Palavra do Senhor (1Pe 1.25).
  30. Palavra da verdade (Ef 1.13).

DESTAQUE NO SITE

JESUS numa sociedade pluralista

Na Palestina do tempo de Jesus, a sociedade era diversificada, mais ou menos como a nossa. Em Cesaréia de Filipe, onde Pedro confe...

MAIS ACESSADOS