Costumes Bíblicos: ANDINA

Israel Institute of Biblical Studies

CANAL DO SITE

ANDINA

QUEM É ANDINA?
A primeira Adina não era outra senão a esposa de Labão, o arameu. Este é Labão, o famoso fraudador, feiticeiro e trapaceiro astuto, sobre quem lemos na Hagadá de Pessach : "Labão queria destruir tudo".
Labão não era conhecido por seus bons valores morais. E, no entanto, esse homem inútil era o pai de Raquel e Lia , as matriarcas justas do povo judeu. Como um personagem tão sombrio teve filhos tão maravilhosos? Provavelmente isso se devia inteiramente à sua delicada esposa, Adina.
Tudo o que sabemos sobre ela é o nome dela. E é tudo o que precisamos saber. Adina, a delicada. Não se deixe enganar por sua natureza suave e gentil. Com sua sutileza e força tranquila, ela tinha o poder de combater o caráter negativo de seu marido e criar filhos que iluminavam o mundo.
Então é daí que o seu nome vem. A mulher delicada que, sozinha, instilou seus filhos com bom caráter, e assim moldou o futuro judaico para sempre. Ela fez isso sem o apoio do marido. Imagine o que um casal com a mesma opinião pode fazer.

Fonte:

Sefer Hayashar, citado no Seder Hadorot no ano 2164. Ver também no ano 2217, onde menciona outra Adina, esposa de Levi , filha de Yovav ben Yoktan. Este segundo Adina, ao contrário do primeiro, juntou-se ao povo judeu, que provavelmente é como o nome se tornou popular. Podemos apenas imaginar como Leah se sentiu quando seu filho Levi se casou com uma mulher com o mesmo nome que sua mãe. (Este texto é parte de um artigo publicano no Chabad.org por Aron Moss)

MULHERES DA BÍBLIA INTERIOR(*Apresentação judaica)

Existe uma Bíblia externa - uma história de homens e mulheres, de guerras e maravilhas. E há uma Bíblia interior, de acordo com tradições antigas, na qual cada palavra descobre uma sabedoria, beleza e luz insondáveis.
Do lado de fora, as mulheres da Bíblia parecem desempenhar apenas um papel de apoio em um drama dominado pelos homens.
Do lado de dentro emerge uma história de homens manipulados por mulheres poderosas e alimentados com valores femininos. Uma história que revela a qualidade interior da feminilidade que transcende a mente dos homens.
A luz interior da feminilidade é de uma qualidade essencial, de um lugar que a mente não pode tocar.
Este é o segredo das palavras da sabedoria de Salomão : "Uma mulher de valor é a coroa de seu marido". Como uma coroa está acima da cabeça e além dela, a luz interior da feminilidade é de uma qualidade essencial, de um lugar que a mente não pode tocar. (Este texto é parte de um artigo publicado no Chabad.org por Tzvi Freeman)

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DESSA LEITURA:

MULHERES DE FÉ

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar! Fica na paz!
E peço isto: que o vosso amor cresça mais e mais em ciência e em todo o conhecimento,
Para que aproveis as coisas excelentes, para que sejais sinceros, e sem escândalo algum até ao dia de Cristo;
Cheios dos frutos de justiça, que são por Jesus Cristo, para glória e louvor de Deus.
Filipenses 1:9-11

DESTAQUE NO SITE

A Páscoa e a Última Ceia

A Páscoa e a Última Ceia De todas as festas judaicas, a Páscoa é a mais importante (veja "As grandes festas religiosas" ). Oit...