Costumes Bíblicos: O LIVRO DE ECLESIASTES

Israel Institute of Biblical Studies

CANAL DO SITE

O LIVRO DE ECLESIASTES

ECLESIASTES - SENTIDO DA VIDA

INTRODUÇÃO

O autor observou a opressão e a corrupção e notou que a vida nem sempre é como se espera. Embora muitas coisas tenham mudado nos últimos 3.000 anos, essas mesmas observações fundamentais ainda se aplicam hoje em relação à vida debaixo do sol.
O livro de Eclesiastes é um livro sapiencial, e, como tal, ele transmite uma mensagem prática sobre como uma pessoa sábia deve viver neste mundo caído. Apesar de o livro envolver o leitor totalmente nas realidades do mundo natural, sua mensagem geral é positiva, e a sabedoria ensinada nele é facilmente aplicável no mundo de hoje. No entanto, a leitura de Eclesiastes não está livre de desafios, e muitos o consideram um dos livros mais intrigantes da Bíblia. Fora de contexto, muitas afirmações contidas nele podem ser interpretadas de forma a ensinar uma visão excessivamente negativa pessimista da vida. Além disso, Eclesiastes reflete sobre conceitos que exigem uma consideração cuidadosa para discernir as realidades da vida debaixo do sol e as conclusões, baseadas na sabedoria, que fornece uma base positiva para se aproveitar o máximo da vida neste mundo corrompido.
1. O sentido da palavra eclesiastes é dirigir-se a uma assembleia.
2. O propósito do livro:
Convencer os homens da inutilidade de toda visão mundana que não exceda o próprio horizonte humano. O livro pronuncia o veredito sobre a "vaidade das vaidades", ou seja, sobre toda filosofia de vida que considera o mundo criado e a felicidade humana, os propósitos principais da vida. (ARCHAR, Gleason L. A Survey of Old Testament Introduction.p.459)
Você não precisa procurar fora da Bíblia para encontrar uma filosofia de vida meramente humana. Deus descreve-nos, no livro de Eclesiastes, o registro de todo pensamento dos homens, bem como de toda religião natural que já foi descoberta e que trata do sentido ou do propósito da vida. Os argumentos no livro, portanto, não são feitos por Deus, mas são o registro  divino dos argumentos humanos. Isso explica por que passagens como Eclesiastes 1.15; 2.24; 3.3,4,8,11,19,20; 8.15 apresentam uma diferença positiva em relação ao restante da Bíblia. (MEARS, Henrietta C. What the Bible is All About.p.200)
3. Salomão ensina que não há vida após a morte? A resposta é não (veja Ec 3.17; 11.9; 12.14)!
4. As palavras e expressões fundamentais em Eclesiastes são homem (empregada 47 vezes), trabalho (36 vezes), sob o sol (30 vezes)e vaidade (37 vezes).
5. O livro de Eclesiastes pode ser resumido por duas afirmações: uma feita por um célebre advogado agnóstico, e outra por empregado do esgoto de Chicago. As duas afirmações buscam responder uma pergunta relativa à filosofia de vida pessoal de cada um.
"Há uma afirmação na Bíblia que resume minha vida. Ela diz: Havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos [Lc 5.5]" - Clarence Darrow.
"Eu cavo o  poço para conseguir dinheiro para comprar comida e fortalecer-me para cavar mais poços!" - Cook County, tratador do esgoto.

ANÁLISE

A. Os problemas afirmados (Ec 1--2).
Mesmo antes de começar sua busca pelo significado da vida, Salomão tem dúvidas:
Tudo na vida parece tão fútil (Ec 1.2).
Gerações vem e vão, mas nada parece fazer diferença (Ec 1.4).
O sol nasce e se põe, o vento vai e volta, mas nada disso parece levar a algum lugar ou cumprir algum propósito (Ec 1.5,6).
O rio corre em direção ao mar, mas o mar nunca está cheio. A água retorna novamente para os rios e flue depois, uma vez mais, em direção ao oceano (Ec 1.7).
Tudo parece tão indizivelmente exaustivo e tedioso (Ec 1.8). Nenhum homem parece satisfeito, apesar de tudo o que viu ou ouviu (Ec 1.8). A história contenta-se em repetir a si mesma - absolutamente nada de novo chega a acontecer sob o sol (Ec 1.9,10).
Daqui a 100 anos, tudo estará esquecido, não importa o que aconteça hoje (Ec 1.11). A vida era verdadeiramente assim em toda a parte? Um homem sábio e forte poderia encontrar paz e propósito na vida buscando o comprimento e a largura da terra? Salomão tentaria beber profundamente das fontes feitas pelos homens:

  1. Sabedoria humana (Ec 1.16,170. Salomão tinha mais capacidade natural de acumular e organizar fatos brutos do que qualquer outro homem que tenha vivido (fora Cristo). Todavia, o próprio Salomão concluiu melancolicamente: Porque, na minha sabedoria, há muito enfado; e o que aumenta em ciência aumenta em trabalho. Eclesiastes 1.18
  2. Prazer (Ec 2.1-3). A filosofia fracassara, diz o pregador, então, que a alegria seja tentada. Música, dança, vinho (não em excesso), a história cômica, a tirada esperta: eis o que agora é cultivado. Os palhaços são agora bem-vindos à corte onde antes apenas a séria filosofia era admitida. Os salões do palácio ressoam com felicidade e júbilo. (MEARS, Henrietta C. What the Bible is All About.p.201) Mas o sorriso e os liquores não conseguiam abrandar em nada a alma do homem. O rei conclui: Do riso disse: Está doido; e da alegria: De que serve esta? (Ec 2.2, veja também Ec 8.15).
  3. Álcool (Ec 2.3).
  4. Grandes projetos de edificação (Ec 2.4).
    Um Olival em Israel
  5. Belos jardins e parques (Ec 2.4-6).  Então, saborosas vinhas, jardins graciosos, flores raras e exóticas, plantas tropicais e outros focos de vegetação brotaram subitamente. Jerusalém e as cercanias floresceram tal como o jardim do Éden original. Mas, infelizmente, a geada da indiferença logo arruinou esse florescimento também!
  6. Indulgências pessoais (Ec 2.7). O rei tinha um servo pessoal para cada desejo. Mas ninguém podia atender o seu desejo de paz e propósito interiores.
  7. Grandes riquezas (Ec 2.7,8).
  8. Criação de gado (Ec 2.7). Grandes rebanhos de vacas, ovelhas, bois, cabras e outros animais se desenvolveriam sobre as verdes pastagens da Palestina. Mas, embora a pele e a carne desses animais pudessem vestir e alimentar o homem exterior, elas não conseguiam retirar a alma interior de seu estado de nudez e fome.
  9. Música (Ec 2.8). Mas a nota que está faltando para o contentamento não será encontrada na música, não importa quão bela seja a canção ou quão talentosos sejam os cantores.
B. Os problemas estudados (Ec 3--10).
Depois de completar uma exaustiva (e certamente exaurida) jornada, Salomão retornou para casa (Ec 4.1) e meditou sobre suas viagens. Ao considerar como é a vida longe de Deus, ele conclui:
  1. Elas é decididamente fútil (Ec 2.11).
  2. Tomada pela repetição (Ec 3.1-8).
  3. Permeada pela tristeza (Ec 4.1).
  4. Dolorosa e frustante (Ec 2.17).
  5. Ela é incerta (Ec 9.11,12).
  6. Ela não tem propósito (Ec 4.2,3; 8.15).
  7. Ela é incurável (Ec 1.15).
  8. Ela é injusta (Ec 7.15; 8.14; 9.11; 10.6,7).
  9. E encontra-se ao nível da existência animal (Ec 3.19).
C. O problema solucionado (Ec 11--12).
Salomão concluiu que até mesmo com Deus a vida é um mistério, mas, sem Ele, ela torna-se um terrível pesadelo. Portanto, é melhor que o homem:
Encontre Deus no começo da vida (Ec 11.9,10; 12,1,2).
Tema o Todo-Poderoso ao longo de sua vida (Ec 12.13,14). J. Vernon McGee resume adequadamente Eclesiastes 12.1-7:
  • 12.2: A visão falha faz parecer que o sol, a lua e as estrelas estão escurecendo. O tempo voa, e uma experiência fracassa após a outra - as nuvens retornam depois da chuva.
  • 12.3: A expressão no dia em que tremerem os guardas da casa refere-se às pernas. O idoso começa a cambalear. Homens fortes são os ombros que não mais ficam firmes. Moedores são os dentes. E os que olham pelas janelas referem-se à visão que começa a falhar.
  • 12.4: A expressão portas da rua se fecharem refere-se à dificuldade de ouvir. Já baixo ruído da moedura refere-se à língua. A voz da velhice afina-se. Se levantar à voz das aves - era necessário um relógio com alarme para acordá-lo antes, mas agora o chilrear de um pássaro bastava para perturbar o sono dele. Todas as vozes do canto se baixarem - indica que ele não pode mais cantar em coro e não consegue mais seguir a melodia.
  • 12.5: Temerem o que está no alto - coisas que antes não o amedrontavam. Houver espantos no caminho - ele não gosta mais de viajar. E florescer a amendoeira - nosso cidadão sênior está ficando com os cabelos brancos, isso se eles ainda não caírem. E o gafanhoto for um peso - pequenas coisas aborreceram-no. E perecer o apetite - a morte virá. O homem se vai à sua eterna casa - a morte virá.
  • 12.6,7: Cadeia de prata - a espinha vertebral. O copo de ouro - a cabeça. Cântaro - os pulmões. Roda - o coração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar! Fica na paz!
E peço isto: que o vosso amor cresça mais e mais em ciência e em todo o conhecimento,
Para que aproveis as coisas excelentes, para que sejais sinceros, e sem escândalo algum até ao dia de Cristo;
Cheios dos frutos de justiça, que são por Jesus Cristo, para glória e louvor de Deus.
Filipenses 1:9-11

DESTAQUE NO SITE

HERODES - OS ASSASSINATOS DO HOMEM MAIS SANGUINÁRIO DA HISTÓRIA

Herodes era um louco que assassinou sua família e muitos rabinos, mas também foi o maior construtor da história judaica. OS ASSASSINATO...