Costumes Bíblicos: ANALOGIA DE PAULO CONTRA SATANÁS

ANALOGIA DE PAULO CONTRA SATANÁS

Analogia que Paulo emprega para ilustrar uma proteção adequada do crente contra Satanás (Ef 6.10-17)
Paulo usa a analogia de uma armadura vestida por soldado romano para ilustrar uma proteção adequada do crente contra Satanás.

O CINTO DA VERDADE (v.14).

Satanás é um mentiroso (Jo 8.44), mas o crente cuja vida é controlada pela verdade irá derrotá-lo. O cinto mantém juntas as outras partes da armadura, e a verdade é a força de integridade na vida do crente vitorioso. Um homem íntegro, com uma consciência limpa, pode enfrentar o inimigo sem medo. O cinto também segura a espada. A não ser que pratiquemos a verdade, não poderemos usar a Palavra da verdade.

A COURAÇA DA JUSTIÇA (v.14).

Essa parte da armadura, feita de chapas de metal ou correntes, cobria o corpo, do pescoço à cintura, na frente e atrás. Ela simboliza a justiça do crente em Cristo (2Co 5.21) assim como sua vida justa em Cristo (Ef 4.24). Satanás é o acusador, mas ele não pode acusar o crente que está vivendo uma vida justa no poder do Espírito. A vida que vivemos pode fortalecer-nos contra os ataques de Satanás ou tornar mais fácil para derrotar-nos (2Co 6.1-10). Quando Satanás acusa o crente, é a justiça de Cristo que garante ao crente a salvação. Mas, posicionar nossa justiça em Cristo, sem praticar justiça na vida diária, apenas dá a Satanás uma oportunidade de atacar-nos.

OS CALÇADOS [..] DO EVANGELHO (v. 15).

O soldado romano usava sandálias com travas na sola para dar-lhes uma melhor tração na batalha. Se formos lutar e resistir, então precisamos dos calçados do evangelho. Por termos a paz de Deus (Rm 5.1) que vem do evangelho, não precisamos temer o ataque de Satanás ou do homem. Devemos estar em paz com Deus e com o próximo se quisermos derrotar o diabo (Tg 4.1-7). Mas os calçados têm outro significado. Devemos estar preparados todos os dias para compartilhar o evangelho da paz em um mundo perdido. O crente mais vitorioso é um crente que testemunha. Se calçarmos o calçado do evangelho, então teremos os "suaves pés" mencionados em Isaías 52.7 e Romanos 10.15. Satanás declarou guerra, mas eu e você somos embaixadores da fé (2Co 5.18-21), e, sendo assim, levamos o evangelho da paz para onde quer que formos.

O ESCUDO DA FÉ (v.16).

O escudo era grande, geralmente, com 1,2m, feito de madeira e coberto com couro bruto. Quando o soldado o segurava à sua frente, ele o protegia de lanças, flechas e dardos inflamados. Os cantos do escudo eram construídos de forma que toda uma fileira de soldados poderiam acoplar os escudos e marchar em direção ao inimigo como um muro sólido. Isso sugere que nós, crentes, não estamos na batalha sozinhos. A fé mencionada aqui não é a fé que salva, mas a fé que vive, uma confiança nas promessas e poder de Deus. A fé é uma arma defensiva que nos protege dos dardos inflamados de Satanás.
Nos dias de Paulo, flechas embebidas em alguma substância inflamável e, depois, acesas, eram atiradas contra o inimigo. Satanás lança dardos inflamados em nosso coração e mente: mentiras, pensamentos blasfemos e de ódio contra o próximo, dúvidas e desejos ardentes pelo pecado. Se não apagarmos esses dardos por meio da fé, eles irão acender um fogo interior e desobedeceremos a Deus. Nunca sabemos quando Satanás irá lançar um dardo contra nós, então devemos sempre andar em fé e usar o escudo da fé.

O CAPACETE DA SALVAÇÃO (v. 17).

Satanás quer atacar a mente, a forma que derrotou Eva (Gn 3; 2Co 11.1-3). [Embora essa serpente, no original Hebraico, não se aplica a Satanás. Na verdade, nas Escrituras  do original, hebraico, não se sabe a origem de Hasatan {Satanás em hebraico}. Apenas nas nossas traduções do Inglês.] O capacete refere-se à mente controlada por Deus [...] [E]le tem um papel vital no crescimento, serviço e vitória do crente. Quando Deus controla a mente, Satanás não pode desviar o crente. O crente que estuda as doutrinas das Escrituras Sagradas não será desviado tão facilmente. Precisamos ser por Deus ensinados, como está a verdade em Jesus (Ef 4.21). Devemos crescer na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo (2Pe 3.18). Sempre que Paulo ministrava, ele ensinava aos novos convertidos as verdades da Palavra de Deus, e esse capacete protegia-os das mentiras de Satanás.

A ESPADA DO ESPÍRITO (v. 17).

Essa espada é a arma ofensiva que Deus nos dó. O soldado romano usava no cinto uma espada curta que era utilizada para combate a curta distância. Hebreus 4.12 compara a Palavra de Deus à espada, porque é afiada e capaz de perfurar o homem interior assim como a espada física fura o corpo [...].
Uma espada física perfura o corpo, mas a Palavra de Deus perfura o coração. Quanto mais você usa uma espada física, mais cega ela fica; mas usar a Palavra de Deus apenas a torna mais afiada em nossa vida. Uma espada física exige a mão de um soldado, mas a espada do Espírito tem poder próprio, pois é viva, e eficaz (Hb 4.12). O Espírito escreveu a Palavra, e o Espírito empunha a Palavra quando a tomamos pela fé e a colocamos em uso. Uma espada física fere para causar dano e matar, mas a espada do Espírito fere para curar e dar vida. Mas, quando usamos a espada contra Satanás, estaremos dando um golpe nele que irá incapacitá-lo e impedi-lo de atrapalhar a obra de Deus.
De certa forma, a armadura de Deus é uma metáfora de Jesus Cristo. Cristo é a Verdade (Jo 14.6), e Ele é nossa justiça (2Co 5.21) e nossa paz (Ef 2.14). Sua fidelidade possibilita a nossa fé (Gl 2.20). Ele é a nossa salvação (Lc 2.30); e Ele é a Palavra de Deus (Jo 1.1,14). Isso significa que, quando confiamos em Cristo, recebemos a armadura (Rm 13.11-14). Despertemos (Rm 13.11), lancemos fora o pecado e vistamo-nos das armas da luz (Rm 13.12). Fazemos isso revestindo-nos do Senhor Jesus Cristo (Rm 13.14). Pela fé, coloque a armadura e confie em Deus para obter a vitória. De uma vez por todas, colocamos a armadura no momento da salvação. Mas deve haver uma adaptação diária. Quando o rei Davi colocou sua armadura e voltou para o palácio, ele estava em maior perigo do que quando estava no campo de batalha (2Sm 11). Nunca estamos fora do alcance dos artifícios do diabo, então nunca devemos estar sem a armadura completa de Deus (Be Rich [Ephesians].p. 58,59)

Um pensamento final acerca da ação do crente com esse equipamento:

"andamos como peregrinos, falamos como testemunhas, corremos como competidores, mas resistimos como lutadores."

AGORA VAMOS RUMINAR SOBRE O QUE SATANÁS FAZ!

  • Ele enche o coração das pessoas com seus desígnios malignos At 5.3
  • Ele tenta o ser humano, tal como tentou Jesus Mt 4.1-11; 1Co 7.5
  • Ele lança armadilhas para controlar a vontade do homem 2Tm 2.24-26; 1Tm 3.6-7
  • Ele retira a palavra da verdade que foi semeada no coração das pessoas Mc 4.15
  • Ele é o pai da mentira Jo 8.44-47
  • Ele cega o entendimento das pessoas e é o deus deste século 2Co 4.1-6; 1Jo 5.19
  • Ele semeia seus filhos no mundo (filhos do maligno) para que produzam suas obras na terra Mt 13.24-30, 36-43
  • Ele e seus servos podem se apresentar como se fossem justos e corretos 2Co 11.14-15
  • Ele maquina planos para frustar a missão dos seguidores de Jesus 1Ts 2.18
  • Ele pode entrar no homem, inclusive em quem siga Jesus sem fidelidade Lc 22.3 (há muito crente endemoninhado) - não tem fidelidade a Cristo. O crente para manter-se fiel a Jesus, tem que jejuar e orar com frequência. Não tem como ser crente sem oração e jejum!
  • Ele ataca os justos 2Co 12.7; Jd 9 (Nós podemos ser justos, mas seremos atacados)
  • Ele oprime as pessoas que não liberam perdão ao próximo 2Co 10.11
  • Ele é um inimigo que quer destruir os discípulos de Jesus Lc 22.31; 1Pe 5.8
  • Ele traz sofrimento, testes e acusação contra os discípulos Ap 2.10
  • Ele não quer que os discípulos se arrependam e age nas profundezas Ap 2.20-25 (porque o pecado é o alimento dele) - ele tenta convencer o crente  que não tem nada de mais fazer "aquilo"; então quando o crente peca, ele te acusa!
  • Ele pode colocar enfermidades nas pessoas Lc 13.10-17
  • O anticristo e a operação do engano são obras de Hasatan 2Ts 2.3-11
  • Ele acusa as pessoas diante de Deus Ap 12.10 (ele acusa de dia e de noite. Ele faz o crente pecar, e pecado é um crime contra o Eterno e depois ele acusa o crente que pecou! E aí ele ganha autoridade sobre a vida do crente. ( o bicho é sagaz! ele tenta, ele seduz, ele engana a pecar e depois o crente é acusado diante do Trono da Justiça e aí o fim da pessoa é horroroso! 

COMO VENCER SATANÁS!

  • Orando, jejuando, citando e praticando as Escrituras, tal como fez Jesus. Mt 4 (não adianta estudar e não praticar! Tem que viver o que você prega - esse é o maior princípio: orar, jejuar e vivenciar as Escrituras! Foi assim que nosso Senhor Jesus venceu Hasatan!
  • Não entrando em tentação. Mt 6.13 - fuja da tentação, se entrar, pode cair!
  • Não dando espaço para Satanás. Ef 4.27
  • Sujeitando-se a Deus. Tg 4.7
  • Recebendo autoridade de Jesus sobre Satanás e seus demônios. Lc 10.17-20 (isso não é algo que se aprende num livro! Tem que buscar! Orar, jejuar se santificar e receber poder do alto!
  • Somente com o sangue do Cordeiro e pela palavra do testemunho de Jesus. Ap 12.7-12 - Só Jesus expulsa demônios. Quando os demônios quer dar aquele show, é só o NOME de Jesus que expulsa! E para ter autoridade para usar o Nome de Jesus, precisa-se ter vida com Ele! precisa ser usado por Ele!
  • Travando batalha espiritual. Ef 6.11-19 - TEM QUE VESTIR A ARMADURA COMPLETA!

LEIA A IGREJA COMO UM SOLDADO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar! Fica na paz!
E peço isto: que o vosso amor cresça mais e mais em ciência e em todo o conhecimento,
Para que aproveis as coisas excelentes, para que sejais sinceros, e sem escândalo algum até ao dia de Cristo;
Cheios dos frutos de justiça, que são por Jesus Cristo, para glória e louvor de Deus.
Filipenses 1:9-11

DESTAQUE NO SITE

O MESSIAS NA LITERATURA RABÍNICA

O MESSIAS NA LITERATURA RABÍNICA Literatura rabínica , no seu sentido mais abrangente, pode se referir a todo o espectro de escritos ra...