Costumes Bíblicos: SUMÁRIO CRONOLÓGICO GERAL Da Vida de Jesus Cristo

Israel Institute of Biblical Studies

CANAL DO SITE

SUMÁRIO CRONOLÓGICO GERAL Da Vida de Jesus Cristo

Uma ampla visão geral da vida de Cristo, com um harmonioso esboço de Sua vida conforme foi apresentado de maneira coletiva por Mateus, Marcos, Lucas e João (cada biógrafo mostra um aspecto diferente do Salvador).

A. INTRODUÇÃO À VIDA TERRENA DE CRISTO.
  • As duas genealogias (Mt 1.1-17; Lc 3.23-38).
  • Os dois prefácios (Lc 1.1-4; Jo 1.1-5).
  • As três anunciações a) A Zacarias (Lc 1.5-25). b) A Maria (Lc 1.26-38). c) A José (Mt 1.18-25).
  • Os três cânticos de adoração a) O de Isabel[Elisabete, em hebraico] (Lc 1.39-45). b) O de Maria (Lc 1.46-55). c) O de Zacarias (Lc 1.67-79).
B. A MANIFESTAÇÃO DA VIDA TERRENA DE CRISTO.
  1. O nascimento de Cristo (Lc 2.1-20).
  2. A circuncisão de Cristo (Lc 2.21).
  3. A dedicação de Cristo (Lc 2.22-39).
  4. A visita dos três sábios a Cristo (Mt 2.1-12).
  5. A fuga de Cristo para o Egito (Mt 2.13-20).
  6. Os primeiros dias de Cristo em Nazaré (Mt 2.21,23; Lc 2.40,52).
  7. A visita de Cristo ao templo quando tinha 12 anos (Lc 2.41-51).
  8. O arauto de Cristo - o ministério de João Batista (Mt 3.1-12; Mc 1.1-8; Lc 1.80; 3.1-18; Jo 1.6-34; 3.25-30).
  9. O batismo de Cristo (Mt 3.13-17; Mc 1.9-11; Lc 3.21,22; Jo 1.32-34).
  10. A tentação de Cristo (Mt 4.1-11; Mc 1.12,13; Lc 4.1-13).
  11. Cristo é apresentado como Cordeiro de Deus (Jo 1.29).
  12. Cristo conhece Seus primeiros discípulos. a) João, André e Pedro (Jo 1.35-42). b) Filipe e Natanael (Jo 1.43-51).
  13. Cristo realiza a primeira purificação do templo (Jo 2.13-25).
  14. Cristo encontra Nicodemos (Jo 3.1-21).
  15. Cristo encontra a mulher samaritana (Jo 4.1-42).
  16. A primeira viagem de pregação de Cristo pela Galileia (Mt 4.17; Mc 1.14,15; Lc 4.14,15).
  17. A primeira viagem de Cristo de volta para Nazaré (Lc 4.16-30).
  18. Cristo muda-se para Cafarnaum e faz dessa cidade a sua base do sul (Mt 4.13-16).
  19. Cristo faz um chamado a quatro pescadores (Mt 4.18-22; Mc 1.16-20; Lc 5.1-11).
  20. A segunda viagem de pregação de Cristo pela Galileia (Mt 4.23-25; Mc 1.35-39; Lc 4.42-44).
  21. Cristo faz um chamado a Mateus (Mt 9.9-13; Mc 2.13-17; Lc 5.27-32).
  22. O primeiro encontro de Cristo com os discípulos de João (Mt 9.14-17; Mc 2.18-22).
  23. A primeira controvérsia de Cristo envolvendo o Sábado com os fariseus (Mt 12.1-8; Mc 2.23-28; Lc 6.1-5).
  24. Cristo escolhe oficialmente os 12 apóstolos (Mt 10.2-4; Mc 3.13-19; Lc 6.12-16).
  25. A terceira viagem de pregação de Cristo pela Galileia (Mt 9.35-38).
  26. Cristo envia os 12 apóstolos (Mt 10.1-42; Mc 6.7-13; Lc 9.1-6).
  27. A quarta viagem de pregação de Cristo pela Galileia (Mt 11.1).
  28. Cristo denuncia algumas das principais cidades da Galileia (Mt 11.20-24).
  29. Cristo faz um convite universal (Mt 11.28-30).
  30. Cristo é ungido na casa de Simão (Lc 7.36-50).
  31. A quinta viagem de pregação de Cristo pela Galileia (Lc 8.1-3).
  32. Cristo recusa-se duas vezes a dar um sinal para os fariseus. a) Primeira ocasião (Mt 12.39-41). b) Segunda ocasião (Mt 16.1-4; Mc 8.11,12).
  33. Cristo explica quem é a Sua verdadeira família (Mt 12.46-50; Mc 3.31-35; Lc 8.19-21).
  34. A segunda viagem de Cristo de volta para Nazaré (Mt 13.54-58; Mc 6.1-6). [Conheça um pouco de Nazaré - a cidade escolhida por Deus, aqui: NAZARÉ]
  35. O arauto de Cristo é assassinado por Herodes (Mt 14.1-12; Mc 6.14-29; Lc 9.7-9).
  36. Cristo recusa a oferta dos galileus de o coroarem rei (Jo 6.14,15).
  37. Cristo ouve a confissão de Pedro e promete edificar a Sua Igreja (Mt 16.3-21; Mc 8.27-31; Lc 9.18-22).
  38. Cristo repreende Pedro (Mt 16.22, 23).
  39. Cristo é transfigurado (Mt 17.1-8; Mc 9.2-8; Lc 9.28-36).
  40. Cristo repreende Tiago e João em três ocasiões. a) Primeira (Mc 9.38-41; Lc 9.49,50). b) Segunda ocasião (Lc 9.51-56). c) Terceira ocasião (Mt 20.20-28; Mc 10.35-45).
  41. Cristo responde à discussão dos apóstolos sobre quem é o maior dentre eles (Mt 18.1-5; Mc 9.33-37; Lc 9.46-48).
  42. Cristo dá um alerta quanto a maltratar crianças (Mt 18.6,10; Mc 9.42).
  43. Cristo é abordado por três candidatos a discípulos. a) Primeiro candidato (Lc 9.57,58). b) Segundo candidato (Lc 9.59,60). c) Terceiro candidato (Lc 9.61,62).
  44. Cristo é repreendido pelos próprios meios-irmãos incrédulos (Jo 7.2-9).
  45. Cristo perdoa uma mulher pega no ato do adultério (Jo 8.1-11).
  46. Cristo envia os 70 discípulos (Lc 10.1-24).
  47. Cristo visita Maria e Marta (Lc 10.38-42).
  48. Cristo comanda as pessoas a arrepender-se (Lc 13.1-5).
  49. Cristo ensina sobre o discipulado (Mt 16.24-27; Mc 8.34-38; Lc 9.23-26; 14.25-33).
  50. Cristo ensina sobre o perdão (Mt 18.21,22).
  51. Cristo ensina sobre o inferno (Mt 18.8,9; Mc 9.43-48; Lc 12.4,5).
  52. Cristo ensina sobre a disciplina na igreja (Mt 18.15-20).
  53. Cristo ensina sobre o divórcio (Mt 5.31,32; 19.3-12; Mc 10.2-12).
  54. Cristo ensina sobre recompensas (Mt 19.27-30; Mc 10.28-31; Lc 18.28-30).
  55. Cristo ensina sobre a fé (Mt 21.21,22; Mc 11.22-24).
  56. Cristo participa da festa dos Tabernáculos (Jo 7.14-39).
  57. Cristo participa da festa da dedicação (Jo 10.22,23).
  58. Cristo afirma Seu propósito geral em vir à terra (Mt 20.28; Mc 10.45; Jo 10.10).
  59. Cristo abençoa algumas crianças (Mt 19.13-15; Mc 10.13-17; Lc 18.15-17).
  60. Cristo é abordado por um jovem governante rico (Mt 19.16-26; Mc 10.17-27; Lc 18.18-27).
  61. Cristo encontra Zaqueu (Lc 19.1-10).

C. A CONCLUSÃO DA VIDA TERRENA DE CRISTO.

O período de oito dias.

a) Dia um: Sábado:

  • Cristo é alvo de um plano de Caifás, o sumo sacerdote (Mt 26.3-5; Mc 14.1,2; Lc 22.2). 
  • Cristo é ungido por Maria na casa de Simão, o leproso (Mt 26.6-13; Mc 14.3-9; Jo 12.1-8).

b) Dia dois: domingo:

  • Cristo faz sua entrada triunfal em Jerusalém (Mt 21.1-11, 14-17; Mc 11.1-11; Lc 19.29-44).
c) Dia três: segunda-feira:

  • Cristo declara julgamento sobre uma figueira sem frutos (Mt21.18,19; Mc 11.12-14). 
  • Cristo realiza a segunda purificação do templo (Mt 21.12,13; Mc 11.15-17; Lc 19.45,46). 
  • Cristo é procurado por alguns gentios (Jo 12.20-29). 
d) Dia quatro: terça-feira:

  • Cristo enfrenta os fariseus e saduceus (Mt 21.23-27; 22.15-46; Mc 11.27-33; 12.13-37; Lc 20.1-8,20-44). 
  • Cristo condena os fariseus e saduceus (Mt 21.1-36; Mc 12.38-40; Lc 20.45-45). 
  • Cristo observa a viúva e a sua oferta (Mc 12.41-44; Lc 21.1-4). 
  • Cristo chora por Jerusalém pela última vez (Mt 23.37-39). 
  • Cristo prega o sermão do monte das Oliveira (Mt 24; Mc 13; Lc 21.5-36). 
  • Cristo apresenta a parábola das dez virgens, dos talentos e das ovelhas e bodes (Mt 25.1-46).

e) Dia cinco: quarta-feira:

  • Cristo é traído secretamente por Judas (Mt 26.14-16; Mc 14.10,11; Lc 22.3-6).

f) Dia seis: quinta-feira: 

  • Cristo envia Pedro e João da Betânia para Jerusalém (Mt 26.17-19; Mc 14.12-16; Lc 22.7-13). 
  • Cristo encontra Seus discípulos na sala superior (Mt 26.20-29; Mc 14.17-25; Lc 22.14-38; Jo 13.1-30). 
  • Cristo prega Seu sermão na casa do Pai (Jo 14.1-31).

g) Dia sete: sexta-feira:

  • Cristo prega Seu sermão sobre dar frutos a caminho do monte das Oliveiras (Jo 15; 16).
  • Cristo faz a Sua grande oração sacerdotal no monte das Oliveiras (Jo 17).(Veja aqui sobre:A ORAÇÃO DO SENHOR)
  • Cristo chega ao jardim do Getsêmani e é preso (Mt 26.36-56; Lc 22.39-53; Jo 18.1-12).
  • Cristo sofre Seu primeiro julgamento injusto - a audiência com Anás (Jo 18.13,14,19-23).
  • Cristo sofre Seu segundo julgamento injusto - a audiência com Caifás (Mt 26.57,59-68; Mc 14.53-65; Jo 18.24).
  • Cristo é negado por Simão Pedro (Mt 26.58,69-75; Mc 14.54,66-72; Lc 22.54-62; Jo 18.15-18, 25-27).
  • Cristo sofre Seu terceiro julgamento injusto - a audiência diante do Sinédrio (Mt 27.1;Mc 15.1; Lc 22.66-71).
  • O traidor de Cristo demonstra remorso e comete suicídio (Mt 27.3-10; At 1.18).
  • Cristo sofre Seu quarto julgamento injusto - a primeira audiência com Pilatos (Mt 27.1,11-14; Mc 15.1-5; Lc 23.1-5; Jo 18.28-38).
  • Cristo sofre Seu quinto julgamento injusto - a audiência diante de Herodes Antipas (Lc 23.6-12).
  • Cristo sofre Seu sexto julgamento injusto - a última audiência com Pilatos (Mt 27.15-26; Mc 15.6-15; Lc 23.13-25; Jo 18.39--19.16).
  • Cristo sofre Seu sétimo julgamento injusto - a audiência com os soldados romanos (Mt 27.27-30; Mc 15.16-19; Jo 19.2,3). [Veja mais aqui sobre: AS INJUSTIÇAS DOS SETE JULGAMENTOS DE JESUS CRISTO]
  • Cristo anda na estrada que leva ao Calvário (Mt 27.31,32; Mc 15.20,21; Lc 23.26-32; Jo 19.16).
  • Cristo é crucificado (Mt 27.33-50; Mc 15.22-37; Lc 23.33-46; Jo 19.17-30).
  • A morte de Cristo traz alguns eventos sobrenaturais (Mt 27.51-54; Mc 15.33,38; Lc 23.45).
  • O corpo de Cristo é tirado da cruz e colocado na tumba (Mt 27.57-61; Mc 15.42-47; Lc 23.50-56; Jo 19.31-42).
h) Dia oito: Sábado:
  • A tumba de Cristo é selada oficialmente (Mt 27.62-66).

O período de 40 dias.

a) Dia um: domingo:

  • Cristo ressuscita dos mortos (Mt 28; Mc 16; Lc 24; Jo 20; 21). [Ou seja, a Sua ressurreição, tornou-se pública. Pois segundo os textos originais hebraicos, não foi no domingo que ELE ressuscitou!]
  • A aparição a Maria Madalena (Mc 16.9-11; Jo 20.11-18).
  • A aparição a algumas mulheres (Mt 28.5-10).
  • A aparição a Simão Pedro (Lc 24.34; 1Co 15.5).
  • A aparição a alguns discípulos a caminho de Emaús (Mc 16.12,13; Lc 24.13-35).
  • A aparição aos apóstolos na sala superior (Mc 16.14; Lc 24.36-48; Jo 20.19-23).
b) Segundo ao quadragésimo dia (At 1.3). 
Nesse período de tempo, o Cristo ressurreto faz Suas cinco últimas aparições.
  • A aparição a Tomás e aos apóstolos (Jo 20.24-31).
  • A aparição aos sete apóstolos (Jo 21).
  • A aparição aos apóstolos e a 500 discípulos (Mt 28.16-20; Mc 16.15-18; 1Co 15.6).
  • A aparição a Tiago, o meio-irmão de Cristo (1Co 15.7).
  • A aparição aos 11 no monte das Oliveiras (Lc 24.49-53; At 1.3-11).
E, estando com os olhos fitos no céu, enquanto ele subia, eis que junto deles se puseram dois homens vestidos de branco.
Os quais lhes disseram: Homens galileus, por que estais olhando para o céu? Esse Jesus, que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir assim como para o céu o vistes ir. Atos 1:10,11

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar! Fica na paz!
E peço isto: que o vosso amor cresça mais e mais em ciência e em todo o conhecimento,
Para que aproveis as coisas excelentes, para que sejais sinceros, e sem escândalo algum até ao dia de Cristo;
Cheios dos frutos de justiça, que são por Jesus Cristo, para glória e louvor de Deus.
Filipenses 1:9-11

DESTAQUE NO SITE

A história da Arca da Aliança

A HISTÓRIA DA ARCA DA ALIANÇA! Ela deveria ser colocada no Santo dos Santos (Êx 26.33,34). A nuvem do Shekinah lhe fazia sombra (Êx...