Costumes Bíblicos: Paulo o profeta

CANAL DO SITE

Paulo o profeta

Paulo, o profeta (2Tm 3).
Sabe, porém, isto, que nos últimos dias sobrevirão tempos penosos. (2Tm 3.1 ARIB)
A palavra penosos aqui é traduzida como em extremo furiosos em Mateus 8.28 (SBB), descrevendo o homem endemoninhado de Gadara. Portanto, nos últimos dias, Satanás tentará transformar este mundo no seu cemitério pessoal.




A. Os sintomas dessa doença dos últimos dias (2Tm 3.1-13). 

Os homens serão:
  • Amantes de si mesmos.
  • Amantes do dinheiro.
  • Presunçosos.
  • Soberbos.
  • Blasfemos.
  • Desobedientes aos pais.
  • Ingratos.
  • Profanos.
  • Sem afeto natural.
  • Irreconciliáveis.
  • Caluniadores.
  • Incontinentes (sem domínio próprio).
  • Cruéis (selvagens).
  • Inimigos do bem.
  • Traidores.
  • Obstinados (indiferentes).
  • Enfatuados (embriagados de orgulho).
  • Amantes dos deleites.
  • Religiosos, mas sem redentor (2Tm 3.5 ARA, tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder).
  • Detentores da informação, mas sem a iluminação (2Tm 3.7, aprendem sempre e nunca chega ao conhecimento da verdade).
  • Sedutores (feiticeiros).
  • Enganando e sendo enganados.

B. A cura para a doença dos últimos dias (2Tm 3.14-17 ACRF).


Nesta passagem extraordinária, Paulo advoga que a Bíblia é proveitosa para:

  • Ensinar (doutrina) A Bíblia pode ser usada como o livro escolar perfeito para apresentar os ensinamentos sistemáticos das grandes verdades relativas ao próprio Deus.
  • Repreender. A Bíblia deve ser usada para convencer-nos das coisas erradas que fazemos em nossa vida.
  • Corrigir. A Bíblia então nos mostrará o caminho certo.
  • Instruir na justiça. A Bíblia fornece todos os detalhes necessários para que os cristãos sejam plenamente equipados para as boas obras.

Paulo, o prisioneiro (2Tm 4).


A. Sua última incumbência [a Timóteo] (2Tm 4.1,2,5 ARA).

  • Pregue a Palavra.
  • Seja diligente em todo tempo.
  • Corrija, repreenda e exorte sempre que necessário.
  • Seja sóbrio em todas as situações.
  • Suporte as perseguições.
  • Evangelize no seu campo.
  • Cumpra o seu ministério até o fim.
B. Sua última advertência (2Tm 4.3,4 ARA).

  • Nos últimos dias, os homens não suportarão a sã doutrina.
  • Eles serão controlados pelas próprias cobiças (concupiscências).
  • Eles se cercarão de falsos mestres.
  • Tendo rejeitado a verdade, eles se entregarão às fábulas. (Veja mais sobre fábulas, mitos, misticismos... AQUI)
C. Seu último testemunho (2Tm 4.6,7).

  1. A palavra traduzida como oferecido é um termo litúrgico que significa "derramar uma libação (oferta de bebidas) religiosa (Nm 4.7 LXX [Septuaginta])". Paulo considerava seu ministério de ganhar almas para Cristo como uma oferta apresentada a Deus (Rm 15.16; Fp 2.17), e agora sua morte iminente completaria o sacrifício.
  2. A palavra partida significa "desmontar uma barraca, levantar acampamento, içar a âncora".
  3. No versículo 7, o testemunho do apóstolo deve ser contrastado ao que Deus disse ao [rei] iníquo Belsazar em Daniel 5.26).
D. Seu último pedido (2Tm 4.9,11-13,19,21).

  • Timóteo deveria vir imediatamente.
  • Ele deveria trazer João Marcos. Alguns anos antes, João Marcos havia acompanhado Paulo e Barnabé em sua primeira viagem missionária, mas decidira abandonar a equipe e voltar para casa. Por causa desse sinal de imaturidade, Paulo recusara-se a incluí-lo na segunda viagem proposta. Essa ação, então, provocou um rompimento entre Paulo e Barnabé (veja At 13.5; 15.36-40). Mas, desde aquela época, João Marcos havia crescido tanto na graça de Deus que Paulo desejava vê-lo antes de partir.
  • Ele deveria trazer a capa de Paulo que este havia deixado em Trôade (2Tm 4.13).
  • Ele deveria trazer os livros de estudo de Paulo.
  • Ele deveria trazer os pergaminhos de Paulo - suas cópias do Antigo Testamento. As implicações desta declaração são surpreendentes. Aqui, está um homem que conduzia as três primeiras viagens missionárias da era cristã, alguém que havia visto o Salvador em pessoa em pelo menos quatro ocasiões, escrito cerca de metade do Novo Testamento e organizado as primeira 50 igrejas da terra. Agora, na hora de sua morte, ele pede as Escrituras, um sinal de que ele evidentemente sentia que ainda podia aprender alguma coisa de suas páginas preciosas. [O filho de Deus não corre risco absolutamente algum de aprender demais sobre a Palavra de Deus.]
E. Sua última tristeza (2Tm 4.10,14-16).

  • Demas o havia abandonado (Cl 4.14; Fm 1.24).
  • Alexandre o havia perseguido (At 19.33; 1Tm 1.20).
  • Seus amigos em Roma não o haviam ajudado.
F. Sua última confiança (2Tm 4.8,17,18).

  • Deus o havia socorrido durante todos os perigos por que ele já havia passado (2Tm 4.17).
  • Deus havia de socorrê-lo durante todos os perigos futuros (2Tm 4.18).
  • Tanto os sofrimentos passados como os futuros seriam amplamente recompensados pelo justo Juiz um dia (2Tm 4.8).
G. Sua última oração (2Tm 4.22). (Leia mais sobre Paulo, AQUI)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar! Fica na paz!
E peço isto: que o vosso amor cresça mais e mais em ciência e em todo o conhecimento,
Para que aproveis as coisas excelentes, para que sejais sinceros, e sem escândalo algum até ao dia de Cristo;
Cheios dos frutos de justiça, que são por Jesus Cristo, para glória e louvor de Deus.
Filipenses 1:9-11

DESTAQUE NO SITE

Jesus aparece aos discípulos na praia

JESUS APARECE AOS DISCÍPULOS NA PRAIA Certa tarde, Simão Pedro, que havia regressado para a sua casa em Cafarnaum, disse a seis de seus...