Translate this Page
Ultimas Atualizações
Curiosidades Gerais 1  (18-11-2017)
Os Nomes de Deus  (14-11-2017)
Curiosidades Gerais  (14-11-2017)
O Novo Testamento  (13-11-2017)

Rating: 3.0/5 (5841 votos)





  

 

ler a Bíblia.

Biblia 

 

   Diário Espiritual

Saiba como fazer

AQUI

⇓ 

Biblia

 

a oração do Senhor

 A ORAÇÃO SACERDOTAL DO SENHOR JESUS

 

 0 RECENSEAMENTO

CLICK AQUI 

recenseamento

 

A PESSOA DE JESUS CRISTO
Cristo
 

 

 Eu não acredito em Predestinação... O que você tem a dizer sobre isso? Pode me mostrar biblicamente se isso é verdade?

TIRE SUAS DÚVIDAS

AQUI 

Predestinação

    

ANJOS
Anjos

  

O FRUTO DO ESPÍRITO

  

A DIÁSPORA JUDAICA
Judeus

 

Problemas de natureza sexual na igreja de Corinto. Click aqui ↓

Corinto

 

 

 

 

 

 

 

  

O PRIMEIRO DIA DA PÁSCOA

Reunindo a evidência dos quatro  Evangelhos, podemos sugerir a seguinte sequência de acontecimentos:

Veja JESUS - A RESSURREIÇÃO 

 

 

 

 

 

 

   

 

 

 

 

A PÁSCOA E A ÚLTIMA CEIA
Páscoa

 

A BÍBLIA DO PONTO DE VISTA FEMININO

Gênesis começa com o fato de que homens e mulheres foram criados iguais à vista de Deus e na presença um do outro. A criação de ambos é considerada muito boa (Gn 1.31).

LEIA MAIS

A Bíblia

 

Histórias da Criação

Histórias da Criação

MAIS CURIOSIDADES BÍBLICAS GERAIS ⇓
CURIOSIDADES

 

 


ORAÇÃO-Definição de oração

Oração

Definição de oração.

A oração pode ser melhor definida como estar em comunhão com Deus. É mais do que simplesmente falar para Deus. mas falar com Deus. Isso implica em uma via dupla de "dar e receber".

Com muita frequência, essa definição simples, básica e derradeira é mal compreendida ou simplesmente ignorada.

Elementos da oração (Mt 6.9-13).

De acordo com a oração modelo de Jesus, que nos foi dada a pelido dos discípulos, a oração possui dez elementos:

Um relacionamento pessoal com Deus:

Pai nosso.

A palavra nosso representa o relacionamento fraternal de um cristão com outros cristãos. Enquanto a Bíblia não apresenta a paternidade universal de Deus em lugar algum, ela declara a fraternidade universal dos crentes (Rm 8.29). A palavra Pai representa o relacionamento entre Deus e o crente.

Fé: que estás no céu.

O autor de Hebreus declara que, sem esse elemento, as oração são inúteis (Hb 11.6).

Adoração: santificado seja o teu nome.

Davi acreditava que essa parte da oração era tão importante que escolheu um grupo seleto para não fazer nada no templo, exceto louvar e adorar a Deus (1Cr 23.5; 25.1,7).

No Livro do Apocalipse, João vê quatro anjos especiais que existem somente para adorar a Deus e que não descansam nem de dia nem de noite, dizendo: Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus, o Todo-Poderoso, que era, e que é, e que há de vir (Ap 4.8).

Veja, também, a afirmação de Cristo à mulher samaritana: Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade, porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e importa que os que o adorem o adorem em espírito e em verdade (Jo 4.23,24).

Expectativa: Venha o teu Reino.

Esse reino é o abençoado reino do milênio, aquele tão comentado no Antigo Testamento. (Veja também: O Reinado do Cordeiro ). E acontecerá, nos últimos dias, que se firmará o monte da Casa do Senhor no cume dos montes e se exalçará por cima dos outeiros; e concorrerão a ele todas as nações. E virão muitos povos e dirão: Vinde, subamos ao monte do SENHOR, à casa do Deus de Jacó, para que nos ensine o que concerne aos seus caminhos, e andemos nas suas veredas; porque de Sião sairá a lei, e de Jerusalém, a palavra do SENHOR. Ele exercerá o seu juízo sobre as nações e repreenderá a muitos povos; e estes converterão as suas espadas em enxadões e as suas lanças, em foices; não levantará espada nação contra nação, nem aprenderão mais a guerrear (Is 2.2-4).

Esse reino foi visto por João, depois, no Novo Testamento. (Veja João e sua visão do Céu Ap 20.1-6)

Submissão: Seja feita a tua vontade, tanto na terra como no céu.

Depois, Jesus daria o melhor exemplo desse elemento no Getsêmani. Meu Pai, se possível, passa de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres (Mt 26.39)

Petição: O pão nosso de cada dia dá-nos hoje.

Isso sugere que a oração deve ser como a alimentação - um hábito diário.

Confissão: Perdoa-nos as nossas dívidas.

O sangue de Cristo nos perdoará de todos os nossos pecados, mas não perdoará qualquer pretexto para atos pecaminosos. Apenas pecados confessados podem ser perdoados. Se confessamos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos os pecados e nos purificar de toda injustiça (1 Jo 1.9).

Compaixão: assim como nós perdoamos aos nossos devedores (1 Jo 4.20; veja também Mt 18.21-35).

Dependência: E não  nos induzas à tentação, mas livra-nos do mal.

Deve-se compreender que, embora Deus nunca tenha prometido livrar-nos durante toda tentação. Não vejo sobre tentação, senão bumana; mas fiel é Deus, que vos não deixará tentar acima do que podeis; antes com a tentação dará também o escape para que a possais suportar (1 Co 10.13).

Reconhecimento: porque teu é o Reino, e poder, e a glória, para sempre.

Veja a grande oração de Davi, em 1 Crônicas 29.10-19, na qual ele chega a prever a parte final da oração modelo de Jesus.

É possível dizer que nenhum pecador é salvo sem oração e que nenhum crente é santificado (crescer na fé) longe da oração. A oração pode ser como a oração de Salomão (uma das mais longas da Bíblia, com 31 versículos; veja 1 Rs 8.23-53) ou como a oração de Pedro (uma das mais curtas, com um versículo de duas palavras; veja Mt 14.30), mas, em qualquer caso, a oração deve ser feita.

Por que devemos orar? (Lc 18.1)

Porque é uma ordem dada várias vezes por Deus (1Sm 12.23; Rm 12.12; Cl 4.2; 1Ts 5.17; 1Tm 2.8).

Por causa do exemplo de Cristo (Hb 5.7; 1Pe 2.21-23).

Por causa do exemplo da Igreja primitiva (At 1.14; 2.42; 6.4; 12.5).

Porque a oração é o método escolhido por Deus para:

  1. derrotar o diabo (Lc 22.32; 1Pe 4.7).
  2. salvar o pecador (Lc 18.13).
  3. restaurar o desviado (Tg 5.16,19,20).
  4. fortalecer os santos (Jd 1.20).
  5. enviar os obreiros (Mt 9.38; At 13.2,3).
  6. curar os doentes (Tg 5.13-15).
  7. glorificar o nome de Deus (AP 5.8; 8.2-4).
  8. fazer o impossível (Mt 21.22; Mc 9.29; Tg 5.17,18; veja também At 12.5-17).
  9. dar coisas boas (Sl 102.17; Mt 7.7-11; veja também Mt 21.22).
  10. conferir paz (Fp 4.5-7).
  11. conceder sabedoria (Tg 1.5).
  12. afastar do pecado (Mt 26.41).
  13. revelar a vontade de Deus (Lc 11.9,10).

Conclusão: a igreja tem muitos organizadores, mas poucos sofredores; muitos pagam, mas poucos que oram; muitos que descansam, mas poucos que lutam; muitos que empreendem, mas poucos que intercedem. Pessoas que não estão orando estão brincando.

Que resposta Deus nos dá quando oramos?

Deus pode responder uma oração específica usando uma das cinco maneiras seguintes:

  1. Não! (1Rs 19.4; 1Cr 17.1-4).
  2. Sim! (1Sm 23.2-4).
  3. Espere! (Hb 10.36).
  4. Se! (2Cr 7.14).
  5. Silêncio! (1Sm 14.37; 28.6).

Quais são as regras fundamentais para uma oração eficaz?

  1. A oração deve ser humilde (Sl 10.17; veja também Lc 18.13,14).
  2. A oração deve ser ousada (1Jo 5.13-15).
  3. A oração deve ser feita com fé (Hb 11.6).
  4. A oração deve ser sincera (Sl 145.18).
  5. A oração deve ser simples (Mt 6.7).
  6. A oração deve ser persistente (Lc 18.7; Cl 4.2).
  7. A oração deve ser específica (Sl 27.4; At 12.5).

Com frequência, as orações são tão vagas e indefinidas que se tornam completamente sem sentido. Pedidos como "Senhor, salve aquela alma do inferno" ou "cure todos os doentes e console todos os solitários", simplesmente, não oferecem base para a ação divina.

A oração deve estar de acordo com as Escrituras (1Jo 5.14).

A oração deve ser pautada e delimitada pela Palavra de Deus se quisermos ter a vontade dele na nossa vida.

Conclusão: os dois pré-requisitos da vida cristã dinâmica são visão e paixão, e ambos são gerados na oração. O ministério da pregação está aberto para poucos. O ministério da oração está aberto para todo filho de Deus.

Não confunda ação com unção, nem agitação com avivamento.

O segredo de orar é orar em segredo. Um cristão mundano para de orar, e um cristão que ora para o mundo.

Quando oramos, Deus ouve as batidas do nosso coração. Os "lábios" de Ana moviam-se, mas sua voz não se ouvia (1Sm 1.12,13).

Quando oramos no Espírito, há gemidos inexprimíveis (Rm 8.26).

Dízimos podem construir uma igreja, mas lágrimas lhe darão vida. Essa é a diferença entre a igreja moderna e a igreja primitiva. Nossa ênfase é pagar, enquanto a deles era orar. Quando pagamos, o lugar está tomado. Quando eles oravam, o lugar era abalado (At 4.31).

Continue estudando: DIREÇÃO E OBJETOS da oração

A necessidade de oração

Na questão de oração eficaz, nunca se deixou tanto para tão poucos. Irmãos, oremos.

Autor desconhecido

 

Oração

leia a bíblia

Por Gospel+ - Biblia Online

 

 

 

curso

 

Visit COSTUMES BÍBLICOS's profile on Pinterest.

 

A primeira Web TV Judaico-Messiânica do mundo. Estudos teológicos, documentários, debates e ministrações sobre Israel e o movimento de Restauração. ACESSE 

tv sião 

bandeira israel

 

dicionário

notícias

Por Gospel+ - Gospel+ Noticias

OREMOS PELA PAZ EM ISRAEL
Adonai