Translate this Page

Rating: 3.1/5 (5588 votos)





DIVISÃO 

 

Dicas de como ler a Bíblia.

Biblia 

 

   Diário Espiritual

Saiba como fazer

AQUI

⇓ 

Biblia

DIVISÃO

ORAÇÃO

SACERDOTAL DO SENHOR

JESUS CRISTO

 

 

 

0 RECENSEAMENTO

CLICK AQUI ↓

recenseamento

 

A PESSOA DE JESUS CRISTO
Cristo
 

 

 Eu não acredito em Predestinação... O que você tem a dizer sobre isso? Pode me mostrar biblicamente se isso é verdade?

TIRE SUAS DÚVIDAS

AQUI 

Predestinação

    

ANJOS
Anjos

  

O FRUTO DO ESPÍRITO

  

A DIÁSPORA JUDAICA
Judeus

 

Problemas de natureza sexual na igreja de Corinto. Click aqui ↓

Corinto

 

 

 

 

 

 

 

  

O PRIMEIRO DIA DA PÁSCOA

Reunindo a evidência dos quatro  Evangelhos, podemos sugerir a seguinte sequência de acontecimentos:

Veja JESUS - A RESSURREIÇÃO 

 

 

 

 

 

 

   

 

 

 

 

A PÁSCOA E A ÚLTIMA CEIA
Páscoa

 

A BÍBLIA DO PONTO DE VISTA FEMININO

Gênesis começa com o fato de que homens e mulheres foram criados iguais à vista de Deus e na presença um do outro. A criação de ambos é considerada muito boa (Gn 1.31).

LEIA MAIS

A Bíblia

 

Histórias da Criação

Histórias da Criação

 DIVISÃO

 

POSSO ORAR POR VOCÊ?

Seu pedido de oração aqui 

 

Em paz também me deitarei e dormirei, porque só tu, Senhor, me fazes habitar em segurança. Salmos 4:8
salmos
 

MAIS CURIOSIDADES BÍBLICAS GERAIS 
CURIOSIDADES


Partidos políticos e religiosos do tempo de Jesus

 

 Judeus da diáspora

Os judeus foram espalhados por causa dos cativeiros da Assíria e da Babilônia (At 2.5,9-11). Veja "A diáspora judaica"

Epicuristas

Busto de Epicuro

Epicuro
Filósofo
Epicuro de Samos foi um filósofo grego do período helenístico. Seu pensamento foi muito difundido e numerosos centros epicuristas se desenvolveram na Jônia, no Egito e, a partir do século I, em Roma, onde Lucrécio foi seu maior divulgador. Wikipédia
Nascimento: fevereiro de 341 a.C., Samos, Grécia
Falecimento: 270 a.C., Atenas, Grécia
Obra: Epicurea
Filiação: Chaerestrate, Neocles
Influências: Demócrito, Aristipo de Cirene, Pirro de Élis.

Uma filosofia hedonista do primeiro século desenvolvida por Epicuro (341-270 a.C.; veja At 17.18).

 Epicurismo

O epicurismo é o sistema filosófico que prega a procura dos prazeres moderados para atingir um estado de tranquilidade e de libertação do medo, com a ausência de sofrimento corporal pelo conhecimento do funcionamento do mundo e da limitação dos desejos. Já quando os desejos são exacerbados podem ser fonte de perturbações constantes, dificultando o encontro da felicidade que é manter a saúde do corpo e a serenidade do espírito, ensinado por Epicuro de Samos, filósofo ateniense do século IV a.C., e seguido depois por outros filósofos, chamados epicuristas. Epicuro também é conhecido como o Filósofo do Jardim, pois "O Jardim" foi como ficou conhecida a escola por ele fundada e que consistia numa comunidade de amigos e seguidores. Lá, escreveu com detalhes a filosofia que iria se tornar conhecida como epicurismo.

Para Epicuro, para ser feliz era necessário controlar os nossos medos e desejos de maneira que o estado de prazer seja estável e equilibrado consequentemente a um estado de tranquilidade e de ausência de pertubação.

No Jardim, em Atenas, Epicuro escreveu mais de 300 trabalhos, dos quais nenhum sobreviveu; deles restam notícias de seus discípulos ou alguns fragmentos. Sua filosofia é de cunho materialista, não havendo espaço para a imortalidade. (Fonte: Wikipédia)

Galileus

1- Politicamente, eles estavam na "extrema direita" da época.

2- O grupo nasceu no norte da Palestina, liderado por um Judas da Galileia, que comandou uma rebelião contra todos os estrangeiros. Defendia que a Galileia era dos galileus.

3- Eles tiveram um atrito violento com Pilatos, que se sentiu forçado a massacrar um número deles certa ocasião (Lc 13.1).

4- Os inimigos de Cristo tentaram compará-lo, juntamente com Seus discípulos, aos galileus (Mt 26.69; Mc 14.70; Lc 23.6).

Helenistas

Judeus que falava grego (At 6.1).

Herodianos

1- Era uma dinastia política da família de Herodes.

2- Eles tiravam sua autoridade do governo romano e favoreciam costumes gregos.

3- Eles estavam comprometidos em manter o status quo e eram advogados da lei e da ordem.

4- Eles juntaram-se à missão dos fariseus de silenciar Cristo.

a) Durante Seu ministério na terra (Mc 3.6).

b) No meio de Seu ministério (Mc 12.13).

c) Em Sua última semana (Mt 22.16).

5- Eles consideravam-no um revolucionário.

6- Cristo rejeitou a filosofia herodiana (Mc 8.15; 12.13-17).

Levitas

1- Eram descendentes de Levi, o terceiro filho de Jacó (Gn 29.34).

2- Eles eram encarregados pelo Templo.

3- Os judeus enviaram alguns sacerdotes e levitas para verificarem o ministério de João Batista no deserto (Jo 1.19).

4- Jesus mencionou um levita (que não queria envolver-se) na parábola do bom samaritano (Lc 10.32).

Libertinos

Um grupo de ex-escravos que, aparentemente, tinham sinagogas próprias em Jerusalém (At 6.9).

Nazireus

Indivíduos que fizeram um voto religioso especial, conforme prescrito em Números 6 ( Sansão e João Batista tinham esse voto.) Veja Jz 13.3; Lc 1.15).

Fariseus

1- Esse grupo nasceu na época dos macabeus, durante o reinado de João Hircano (135-104 a.C.).

2- Eles eram chamados de separatistas, como forma de zombaria por seus inimigos. Esse nome era tirado do verbo parash.

3- Eles eram exponentes e guardiões da lei escrita e oral. Na crença, eles eram conservadores, em contraste com os saduceus liberais.

4- Eles eram os inimigos mais amargos de Cristo.

  1. Eles condenaram-no por associar-se aos pecadores (Mt 9.11; Lc 7.39; 15.2).
  2. Eles condenaram-no por curar no sábado (Lc 6.7; 14.1).
  3. Eles condenaram-no por permitir que Seus discípulos comessem no sábado (Mt 12.1,2).
  4. Eles acusaram-no de expulsar demônios pelo poder de Satanás (Mt 9.34).
  5. Eles queriam matá-lo no início do Seu ministério (Mt 12.14).
  6. Eles exigiram que Ele fizesse sinais para eles (Mt 12.38; 16.1).
  7. Eles desprezaram-no porque Ele recusava-se a seguir sempre as suas tradições (Mt 15.1,2).
  8. Eles tentaram encurralá-lo em várias questões teológicas. (1) Sobre casamento (Mt 19.3). (2) Sobre pagar impostos a César (Mt 22.15). (3) Sobre o Reino de Deus (Lc 17.20). (4) Sobre adultério (Jo 8.3).
  9. Eles tentaram negar Seus milagres (Jo 9.15).
  10. Eles duvidaram da legalidade do Seu nascimento (Jo 8.41; 9.24).
  11. Eles acusaram-no de estar mentindo (Jo 8.13).
  12. Eles fizeram ameaça de retaliação sobre todos que o aceitassem (Jo 9.22; 12.42).
  13. Eles planejaram a Sua morte (Jo 11.47-52).
  14. Eles ordenaram Sua prisão no Getsêmani (Jo 18.3).
  15. Eles exigiram que um guarda fosse colocado em Seu sepulcro (Mt 27.64).

5- João Batista denunciou os fariseus completamente (Mt 3.7; Lc 7.30).

6- Jesus denunciou os fariseus completamente (Mt 5.20; 16.11; 23.1-36; Lc 18.10).

7- A doutrina dos fariseus inclui:

  1. Uma concepção quase fatalista da soberania de Deus.
  2. Uma crença na ressurreição dos justos e na condenação de todos os ímpios.
  3. A existência e o ministério dos anjos.

8- Nicodemos (Jo 3.1) e Paulo (At 23.6) eram fariseus de nascimento e treinamento.

9- A obra The Jewish Encyclopedia lista sete tipos de fariseus.

  1. O fariseu "ombro", que exibia suas boas obras diante dos homens, como um emblema no ombro.
  2. O fariseu "espere um pouco", que pedia que alguém esperasse por ele enquanto realizava uma boa obra.
  3. O fariseu "ferido", que se feriu indo de encontro a um muro porque fechou os olhos para evitar que visse uma mulher.
  4. O fariseu "pilão", que andava de cabeça baixa como o pilão no morteiro, em vez de observar tentações.
  5. O fariseu "sempre calculando", que sempre contava suas boas obras para ver se estas anulavam suas falhas.
  6. O fariseu "temente a Deus", que, como Jó, era verdadeiramente justo.
  7. O fariseu que "ama Deus",  como Abraão (adaptado da obra The Jewish Enciclopedia. 9 v. p. 665).

10-O número estimado de fariseus nos tempos de Jesus era seis mil.

Prosélitos

Gentios convertidos ao judaísmo (Mt 23.15; At 2.10; 13.43).

Publicanos

Os cobradores de impostos escolhidos pelo Estado Romano (Mt 9.9; Lc 3.13; 19.8).

Saduceus

1- Esse grupo veio de Zadoque, o sumo sacerdote, durante o reinado de Salomão (1Rs 2.35).

2- Eles eram o partido político e aristocrático dos judeus e rivais dos fariseus.

3- Os saduceus eram liberais teológicos da época. Eles negavam a existência de espírito, a ressurreição dos justos e a imortalidade da alma. Eram completamente antissobrenaturais. 

4- Eles ficaram importantes na mesma época em que os fariseus ficaram. Ambos os partidos deixaram suas diferenças de lado brevemente para cumprir o objetivo comum de assassinar Cristo.

Eles tentaram ridicularizar Cristo em relação à questão da ressurreição, mas acabaram sendo ridicularizados (Mc 12.18; Lc 20.27).

Samaritanos

1- Eles eram uma raça mista de judeus e gentios que viviam entre as províncias da Judeia e da Galileia.

2- A corrida começou em 772 a.C., quando o rei assírio Sargão II levou o reino do norte de Israel em cativeiro, deixando apenas os israelitas mais pobres e menos instruídos para trás. Mais tarde, esse grupo fez casamentos mistos com os milhares de proprietários que vieram de todas as partes do mundo, a fim de encherem a área (2Rs 17.24-33).

3- Os samaritanos, depois, ofereceram ajuda na construção do Templo judeu em 535 a.C., mas foram recusados (Ed 4.1-3).

4- O governante samaritano, Sambalate, tentou impedir a construção dos muros de Jerusalém no tempo de Neemias (Ne 6.1-9).

5- Uma ruptura completa entre os judeus e os samaritanos ocorreu quando o neto de Eliasibe, sumo sacerdote judeu, casou-se com a filha de Sambalate, contrariando o estatuto que proibia casamentos mistos (Ne 13.23-28). Como recusou-se a anular o casamento, foi expelido do sacerdócio e exilado. Ele retirou-se para Samaria, onde Sambalate construiu um templo para ele no monte Gerizim. Esse templo foi destruído por João Hircano em 128 a.C.. O motivo deu-se ao fato de os samaritanos comprometeram-se com o paganismo sob Antíoco Epifânio IV, dedicando o templo ao deus grego Zeus.

6- Na época do Novo Testamento, esse ódio alcançou o ápice (Jo 4.9; 8.48).

7- Cristo ordenou que Seus discípulos não entrassem na Samaria durante a primeira jornada de pregação (Mt 10.5).

8- Entretanto, pouco antes de Sua ascensão, ordenou que testemunhassem por Ele naquela terra (At 1.8).

9- O próprio Jesus ministrou aos samaritanos em Seu ministério na terra (Jo 4.1-42).

10-Um samaritano era o herói em uma de Suas parábolas mais famosas (Lc 10.33).

11-Certa ocasião, ele curou dez leprosos. Apenas um retornou para agradecê-lo e ele era samaritano (Lc 17.16).

12-Jesus foi rejeitado pelos samaritanos durante o fim do Seu ministério na terra, porque estava determinado a ir para Jerusalém (Lc 9.53).

O Sinédrio

1- Esse nome vem de duas palavras gregas: sun (junto de) e hedra (um assento). Refere-se, então, a um conselho que se reunia em sessão.

2- O Sinédrio era o tribunal superior judeu.

3- Pode ter sido iniciado no tempo de Moisés (Nm 11.16,17) ou durante os dias do rei Josafá (2Cr 19.8).

4- O conselho tinha de 70 a 72 membros e ra formado por: 

  1. Sumo sacerdote, que era o presidente.
  2. Líderes das 24 divisões dos serviços sacerdotais.
  3. Escribas e doutores da lei.
  4. Anciãos, que eram representantes da laicidade.

5- Foi onde Cristo passou por Seu terceiro julgamento ilegal (Mt 26.65,66; 27.1,2). Ele também foi vendado, cuspido e agredido.

6- Seu julgamento diante do Sinédrio foi uma corrupção da justiça. (Veja "As injustiças dos sete julgamentos de Jesus").

  1. Eles normalmente se reuniam em um semicírculo com o prisioneiro, que ficava no meio e de frente para eles. Isso não foi feito com Jesus, pois Ele estava vendado.
  2. Dois escrivães foram escolhidos. Um registraria os votos para liberação, e o outro, para condenação. No caso de Cristo, isso não foi feito.
  3. Os argumentos para liberação eram dados em primeiro lugar. Isso não aconteceu no julgamento de Jesus.
  4. Se o voto era pela absolvição, o prisioneiro tinha de ser liberto imediatamente. Se o voto era para condenação, a condenação não podia ser anunciada até o dia seguinte. Esse procedimento não foi seguido.
Zeno ou Zenão de Eleia
Filósofo
Zenão de Eleia, foi um filósofo pré-socrático da escola eleática que nasceu em Eleia, hoje Vélia, Itália. Discípulo de Parmênides de Eleia, defendeu de modo apaixonado a filosofia do mestre. Seu método consistia na elaboração de paradoxos. Wikipédia
Nascimento: 490 a.C., Eleia, Itália
Falecimento: 430 a.C., Siracusa, Itália
Filiação: Teleutagoras

Escribas

1- Eles eram os estudantes, intérpretes e professores dos escritos do Antigo Testamento e os inimigos mais amargos do Salvador.

2- Ele denunciou-os por tirarem o efeito da Palavra de Deus com suas tradições (Mt 16.21; 21.15; 23.2; 26.3; Mc 12.28-40).

3- Os escribas também eram chamados de doutores da lei (Mt 22.35; Lc 10.25; 11.45-52; 14.3).

Estoicos

Um grupo formado por Zeno (330 a.C.) que acreditava que o objetivo da vida era ficar acima de todas as coisas e não demonstrar emoção diante de dor ou prazer (At 17.18).

Zelotes

Um grupo de patriotas judeus e fanáticos defensores da teocracia (Lc 6.15; At 1.13).

 

 

 

Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.
Mateus 11:28

leia a bíblia

Por Gospel+ - Biblia Online

 

 

DIVISÃO

 

Visit COSTUMES BÍBLICOS's profile on Pinterest.

 

DIVISÃO

 

Aceite a Jesus! - Clique aqui!

 DIVISÃO

DIVISÃO 
Dicio.com.br

 

DIVISÃO

Gospel+

Por Gospel+ - Gospel+ Noticias