Translate this Page
Ultimas Atualizações
Romanos  (16-10-2017)
Início  (16-10-2017)
Evangelho de MATEUS  (15-10-2017)
Evangelho de LUCAS  (15-10-2017)
CURIOSIDADES BÍBLICAS I  (15-10-2017)
Evangelho de JOÃO  (14-10-2017)

Rating: 3.0/5 (5796 votos)





  

 

Dicas de como

ler a Bíblia.

Biblia 

 

   Diário Espiritual

Saiba como fazer

AQUI

⇓ 

Biblia

 

a oração do Senhor

 A ORAÇÃO SACERDOTAL DO SENHOR JESUS

 

 0 RECENSEAMENTO

CLICK AQUI 

recenseamento

 

A PESSOA DE JESUS CRISTO
Cristo
 

 

 Eu não acredito em Predestinação... O que você tem a dizer sobre isso? Pode me mostrar biblicamente se isso é verdade?

TIRE SUAS DÚVIDAS

AQUI 

Predestinação

    

ANJOS
Anjos

  

O FRUTO DO ESPÍRITO

  

A DIÁSPORA JUDAICA
Judeus

 

Problemas de natureza sexual na igreja de Corinto. Click aqui ↓

Corinto

 

 

 

 

 

 

 

  

O PRIMEIRO DIA DA PÁSCOA

Reunindo a evidência dos quatro  Evangelhos, podemos sugerir a seguinte sequência de acontecimentos:

Veja JESUS - A RESSURREIÇÃO 

 

 

 

 

 

 

   

 

 

 

 

A PÁSCOA E A ÚLTIMA CEIA
Páscoa

 

A BÍBLIA DO PONTO DE VISTA FEMININO

Gênesis começa com o fato de que homens e mulheres foram criados iguais à vista de Deus e na presença um do outro. A criação de ambos é considerada muito boa (Gn 1.31).

LEIA MAIS

A Bíblia

 

Histórias da Criação

Histórias da Criação

MAIS CURIOSIDADES BÍBLICAS GERAIS ⇓
CURIOSIDADES

 

 


O que é o Novo Testamento?

O QUE É O NOVO TESTAMENTO?

NT

O Novo Testamento, como o Antigo, é uma coleção de livros. São 27 livros e cartas escritos num período de cerca de 50 anos, em estilos diferentes, por vários autores.

A história do AT abrange um período de cerca de 2.000 anos. Já a história do NT se passa num período de cerca de 100 anos, o primeiro século depois de Cristo, a época do Império Romano.

O AT conta a história de muitas pessoas, mas essencialmente é a história do povo de Israel. O NT destaca uma pessoa em especial, alguém que era membro daquele mesmo povo:

JESUS CRISTO. ELE MESMO! 

Jesus

 

A palavra "testamento" significa "aliança" ou acordo. O AT, a Bíblia hebraica, trata da aliança entre Deus e o povo de Israel (os judeus). Deus escolheu este povo para, através dele, abençoar o mundo todo. Em resposta ao amor e cuidado de Deus, e para cumprir seus propósitos, os membros desse povo deviam obedecer às leis de Deus e ser fiéis a Ele.

Mas sempre de novo eles falharam. E assim seus profetas começaram falar sobre uma nova aliança, que as pessoas manteriam porque estaria "escrita em seus corações". Não mais algo externo, mas uma nova vida interior.

Foi esta nova aliança que, segundo os cristãos, Jesus tornou possível através da sua vida, morte e ressurreição. Através de Jesus, Deus oferece o dom da nova vida, uma participação na vida do próprio Deus, agora  e para sempre. Esta "oferta especial" não é apenas para uma nação, mas para todas as pessoas do mundo, todos aqueles que estiverem dispostos a recebê-la. Este novo começo para um mundo pecaminoso se tornará pelo no dia em que Cristo voltar e "tudo se fizer novo". É por isso que a mensagem cristã é chamada de "boas novas" (um "evangelho").

Os quatro primeiro livros do NT são chamados de "Evangelhos". São quatro relatos complementares sobre a vida de Jesus, cada um de um autor diferente e com um propósito ou "ponto de vista" específico. Este "ponto de vista" tem a ver com os endereçados, ou seja, as pessoas para as quais o evangelista estava escrevendo.

O livro de Atos dos Apóstolos, que vem após os Evangelhos de Mateus, Marcos, Lucas e João, é a segunda parte da história de Lucas. Esta obra conta como os primeiros seguidores de Jesus difundiram as boas novas do que ele havia feito, começando em Jerusalém e na província da Judéia e passando para o contexto mais amplo do oriente grego e do Império Romano.

Um personagem central nesta expansão é o apóstolo Paulo.Ele não era um dos 12 discípulos originais de Jesus. Na realidade, Paulo era radicalmente contra o que diziam sobre Jesus e sua ressurreição, até que um dramático encontro com o Jesus ressuscitado mudou completamente o seu modo de pensar e a sua vida.

Depois de Atos vêm as cartas. Treze delas trazem o nome do apóstolo Paulo. As demais foram escritas por outros seguidores próximos a Jesus. A maioria foi escrita para igrejas cristãs fundadas havia pouco tempo em diferentes lugares. Nelas, são esclarecidas dúvidas, são dadas maiores explicações a respeito do que Jesus fez, e mostra-se como a nova fé pode ser colocada em prática no dia a dia.

O último livro do NT é o Apocalipse. Ele pertence a um tipo especial de literatura denominada "apocalíptica" e lança o seu olhar para frente, para o triunfo final de Deus sobre o mal. Neste sentido, serve de incentivo para cristãos que vivem em tempos difíceis.

Jesus era um judeu. A igreja cristã começou na Palestina, e seus primeiros membros eram judeus. Para entender o NT, precisamos ter algum conhecimento da religião judaica da época de Jesus.

Os últimos profetas do AT viveram 400 anos ou mais antes de João Batista entrar em cena. E desde aquela época a religião judaica não ficou sendo exatamente a mesma. A religião clássica do Israel do AT evoluiu e veio a ser o que chamamos de judaísmo

No primeiro século da era cristã, havia judeus em todas as partes do mundo romano e até mesmo fora dele.

"Os Evangelhos contam a história de Jesus não apenas para relatar fatos interessantes sobre um personagem histórico. Eles a contam para que possamos descobrir as boas novas de como Jesus pode causar em nós um impacto que transforme a nossa vida" - Stephen Travis

 

Tire alguns minutos e assista o vídeo abaixo

 

JESUS CRISTO PERMANECE SENDO O MESMO SEMPRE!

 

O Senhor

 

 

As histórias de Jesus sobre o reino   (Mateus 13.1 em diante)

As parábolas sobre o reino de Deus formam a terceira seção de ensinamentos em Mateus. Ao usar histórias, Jesus podia ensinar em vários níveis diferentes. Para aqueles que estão dispostos a pensar, há camadas de significado além da lição óbvia. As parábolas faziam separação entre os que vinham apenas ver milagres e os seguidores sérios que realmente queriam entender o ensinamento de Jesus. Ele contava suas histórias às multidões, mas retinha a explicação para seus discípulos. Havia tanta falta de entendimento quanto à natureza do reino que, contar suas histórias, Jesus só podia explicar um ponto de cada vez.

A primeira delas, do semeador (1-9, explicada em 18-23), descreve as diversas reações à mensagem de Jesus. As demais começam com as palavras: "O Reino dos céus é como..."

Vs.24-30: O trigo e o joio (explicada em 36-43). Esta história tem a ver com a mistura do bem e do mal nesta vida, mas que serão separados no dia do juízo.

Vs. 31-33: O grão de mostarda e o fermento. Pequeno no seu início, de forma silenciosa e despercebida o reino terá grande crescimento.

Vs. 44-45: O tesouro e a pérola. O reino é tão valioso que vale a pena dar tudo que temos para obtê-lo.

Vs. 47-50: A rede de pesca. Descreve a separação dos bons e dos maus no fim dos tempos.

 

Veja também,

JESUS E O REINO 

 

 

 

 

leia a bíblia

Por Gospel+ - Biblia Online

 

 

 

curso

 

Visit COSTUMES BÍBLICOS's profile on Pinterest.

 

A primeira Web TV Judaico-Messiânica do mundo. Estudos teológicos, documentários, debates e ministrações sobre Israel e o movimento de Restauração. ACESSE 

tv sião 

bandeira israel

 


OREMOS PELA PAZ EM ISRAEL
Adonai