Custom Search

 

 

Translate this Page

Rating: 3.1/5 (5433 votos)



DIVISÃO 

 

Dicas de como ler a Bíblia.

Biblia 

 

   Diário Espiritual

Saiba como fazer

AQUI

⇓ 

Biblia

DIVISÃO

ORAÇÃO

SACERDOTAL DO SENHOR

JESUS CRISTO

 

 

 

0 RECENSEAMENTO

CLICK AQUI ↓

recenseamento

 

A PESSOA DE JESUS CRISTO
Cristo
 

 

 Eu não acredito em Predestinação... O que você tem a dizer sobre isso? Pode me mostrar biblicamente se isso é verdade?

TIRE SUAS DÚVIDAS

AQUI 

Predestinação

    

ANJOS
Anjos

  

O FRUTO DO ESPÍRITO

  

A DIÁSPORA JUDAICA
Judeus

 

Problemas de natureza sexual na igreja de Corinto. Click aqui ↓

Corinto

 

 

 

 

 

 

 

  

O PRIMEIRO DIA DA PÁSCOA

Reunindo a evidência dos quatro  Evangelhos, podemos sugerir a seguinte sequência de acontecimentos:

Veja JESUS - A RESSURREIÇÃO 

 

 

 

 

 

 

   

 

 

 

 

A PÁSCOA E A ÚLTIMA CEIA
Páscoa

 

A BÍBLIA DO PONTO DE VISTA FEMININO

Gênesis começa com o fato de que homens e mulheres foram criados iguais à vista de Deus e na presença um do outro. A criação de ambos é considerada muito boa (Gn 1.31).

LEIA MAIS

A Bíblia

 

Histórias da Criação

Histórias da Criação

 DIVISÃO

Seu pedido de oração aqui 

Em paz também me deitarei e dormirei, porque só tu, Senhor, me fazes habitar em segurança. Salmos 4:8
salmos
 

MAIS CURIOSIDADES BÍBLICAS GERAIS 
CURIOSIDADES


O ARREBATAMENTO

Qual é o significado da palavra arrebatamento?

Na verdade, a palavra arrebatamento vem do latim, repare, como na palavra arrebatados em 1 Tessalonicenses 4.17. Entretanto, se for necessário, o arrebatamento pode ser referido nas Escrituras como harpazo, que é a palavra grega traduzida como arrebatados em 1Ts 4.17. A frase idêntica é encontrada em Atos 8.39, onde Filipe foi arrebatado pelo Espírito Santo, e em 2 Coríntios 12.2,4, quando Paulo foi arrebatado ao terceiro céu. Ou, se preferir, o arrebatamento pode ser conhecido como allasso, da palavra grega traduzida como transformados em 1 Coríntios 15.51,52. Allasso é usado também para descrever o avivamento e transformação finais dos céus e da terra (veja Hb 1.12).

A primeira menção do arrebatamento na Bíblia é encontrada em João 14.1-3. Embora os profetas do Antigo Testamento falassem em termos positivos sobre o futuro retorno do Messias a terra e a instituição do Seu Reino perfeito sobre a terra (Is 2.2-5; 9.6,7; 11.1-6; 32.1; 35.1-10 etc.), eles não sabiam absolutamente nada sobre o evento em que o próprio Deus iria, por um breve período de tempo, retirar Seu povo da terra. Entretanto, embora Jesus falasse de arrebatamento, isso permaneceria um segredo até os escritos do apóstolo Paulo mais tarde (1Co 15.51,52).

Para quem Jesus virá? Cristo virá novamente pela Sua Igreja, que é formada por todos os salvos desde o Pentecostes até o próprio arrebatamento. (Outras passagens que falam sobre o arrebatamento são 1Co 1.7; Fp 3.20; Tt 2.13; Hb 9.28)

Portanto, o próximo evento agendado previsto na Palavra de Deus acontecerá quando o próprio Salvador aparecer no ar para arrebatar os Seus!

O arrebatamento pode ser comparado a remover agulhas de um palheiro.

Um homem está limpando a garagem e descobre uma pequena caixa cheia de uma mistura de pequenas agulhas, farpas, serragem e pedaços de papel. Suponhamos que ele queira guardar as agulhas. Como ele poderia separá-las de forma rápida das farpas? Se tiver um ímã disponível, a tarefa seria bastante simples. Ele colocaria o ímã sobre a caixa. Imediatamente, todos os objetos possuindo a mesma natureza física seriam pegos para encontrar o ímã no ar.

Se a esposa dele, observando tudo, visse um objeto em particular na caixa, ela diria: "Olhe para a ponta afiada disso! Aposto que o ímã irá atraí-lo!". Mas ela não sabe que o pequeno item pode ser uma pequena lasca afiada de madeira que não será puxada. Ou ela pode concluir: "Aquele fragmento ali com certeza é madeira". Entretanto, na verdade, pode ser uma agulha com um pouco de ferrugem, começando a decair. Mas, sem ambos os casos, o ímã iria discernir rapidamente e precisamente o caráter da peça e agir de acordo.

Quando Cristo aparecer, Ele não virá especialmente para pessoas brancas ou negras, católicos ou protestantes, judeus ou gentios, mas apenas para os indivíduos que possuem a mesma natureza que Ele. Uma das coisas mais emocionantes que Deus faz por cada pecador arrependido é dar a ele a mesma mente que Cristo e uma criação completamente nova! (Veja 1Co 2.16; 2Co 5.17; Ef 4.24; 2Pe 1.4)

A visão do arrebatamento pré-tribulação.

Esta visão considera que todos os crentes serão arrebatados para encontrar Jesus no ar pouco antes da grande tribulação. O autor do livro Guia de Willmington Dr. Harold e a editora deste site crê na visão da pré-tribulação por diversos motivos:

  1. O anjo Gabriel explica a profecia das Setenta semanas para Daniel (Dn 9.24-27), ligando esse período de tempo (490 anos, sendo que os últimos sete anos são a grande tribulação) à nação de Israel! Assim como a Igreja do Novo Testamento não substituiu a Israel do Antigo Testamento (Rm 11.1,2,26,27; 1Co 1.32), podemos concluir que Deus irá usar esses sete anos de tribulação para lidar com Sua esposa infiel (A Israel do Antigo Testamento; veja Oseias), enquanto a pura e casta esposa de Cristo (A Igreja do Novo Testamento, 2Co 11.2) estará no céu, sem a necessidade de perdão e purificação (Ef 5.25-27).
  2. Paulo afirma em 1 Tessalonicenses 1.10; 5.9 que a Igreja deve escapar da ira de Deus.
  3. Jesus diz a mesma coisa em Apocalipse 3.10.
  4. João parece colocar o arrebatamento em Apocalipse 4.1 e o início da grande tribulação em Apocalipse 6.1.
  5. Jesus prometeu retornar e retirar Seu povo da terra (Jo 14.1-3), enquanto o Antigo Testamento profetiza que Ele voltará a terra (Zc 14.4), indicando assim que haverá duas aparições separadas.
  6. Paulo reafirma a promessa de Jesus, em 1 Tessalonicenses 4.16,17, dizendo que Ele será arrebatado nas nuvens. Talvez, a prova mais forte dessa afirmação é o fato de que até o capítulo 6 de Apocalipse a Igreja é mencionada muitas vezes, mas do capítulo 6 ao 19 (o período da tribulação) não há menção alguma à Igreja na terra. Na verdade, o único grupo santo que Satanás consegue encontrar para perseguir é a nação de Israel (veja Ap 12). Em Apocalipse 4.1 João declara: Depois destas coisas, olhei, e eis que estava uma porta aberta no céu: e a primeira voz, que como de trombeta ouvira falar comigo, disse: Sobe aqui [...]. Uma prática militar em tempos de guerra pode ilustrar isso claramente:

Domingo, 7 de dezembro, 1941, os japoneses bombardearam Pearl Harbor, causando danos nas forças americanas posicionadas ali.Na segunda-feira, 8 de dezembro, o presidente Franklin Roosevelt deu o seu discurso do Dia da Infâmia diante do congresso, cujo corpo então declarou guerra contra o Japão, a Alemanha e a Itália. Na terça-feira, 9 de dezembro, Roosevelt enviou telegramas para os embaixadores dos Estados Unidos servindo em Tóquio, Berlim e Roma, ordenando que voltassem para casa imediatamente. Certamente, é um procedimento padrão para um rei chamar seus embaixadores para casa antes de começar uma guerra. Com tudo isso em mente, pode ser dito que algum dia, Deus irá declarar uma guerra completa contra o mal que ocupa o planeta Terra, conhecido como a grande tribulação! Mas, antes de fazer isso, Ele irá chamar Seus embaixadores para casa! (Veja 2Co 5.20; Ef 6.20).

Quais são os fatos básicos sobre o arrebatamento?

As duas passagens mais importantes descrevendo o arrebatamento encontram-se em 1 Tessalonicenses 4 e 1 Coríntios 15.

A. 1 Tessalonicenses 4.13-17.

Nessa grande passagem, Paulo responde a uma pergunta que incomodava os tessalonicenses. Quando ele estava lá (At 17), eles sem dúvidas aprenderam muitas verdades preciosas sobre o glorioso retorno de Cristo a terra um dia e a instituição do Seu Reino. Na verdade, para alguns, isso tudo parecia estar muito próximo. Mas, desde a partida do apóstolo, um número de crentes morreu. Então eles obviamente não estariam na terra na época do retorno de Cristo. Isso significa que eles perderiam tudo? Esse é então o plano de fundo para uma grande passagem sobre o arrebatamento diante de nós aqui no capítulo 4. Esses seis versículos, então, nos apresentam:

  1. Uma realização: Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança (1 Ts 4.13). (Veja A solene instrução de Paulo, a seguir.)
    A SOLENE INSTRUÇÃO DE PAULO

    A ressurreição dos mortos é apenas uma das quatro áreas principais que Paulo não quer que ignoremos.

    a. Os eventos do Antigo Testamento (1Co 10.1).

    b. A restauração de Israel (Rm 11.25).

    c. A manifestação de dons espirituais (1Co 12.1).

    d. A ressurreição dos mortos (1Ts 4.13).

  2. Uma tranquilidade: Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem Deus os tornará a trazer com ele (1Ts 4.14). A morte de um crente é vista como um sono tranquilo (veja Mt 27.52; Jo 11.11; At 7.60; 13.36; 1Co 15.6,18,20,51; 2Pe  3.4). Entretanto, deve-se afirmar rapidamente que esse versículo não ensina de forma alguma sobre o sono da alma. Essa doutrina antibíblica é refutada por Mateus 17.3 e Apocalipse 6.9-11.
  3. Uma revelação: Dizemo-vos, pois, isto pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem (1Ts 4.15). A forma que Paulo usa o pronome na primeira pessoa do plural sugere que ele, aparentemente, esperava estar vivo quando Cristo voltasse. Depois ele descobriria o contrário (veja 2Tm 4.6).
  4. Um retorno: Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus (1Ts 4.16). Sugere-se com frequência que Miguel será esse arcanjo com base em Daniel 12.1,2. Entretanto, não é errado sugerir que Gabriel será o arcanjo envolvido nessa época por causa da parte vital que ele teve nos eventos envolvendo a primeira vinda de Cristo (veja Mt 1.20; 2.13; Lc 1.19,26).
    OS CLAMORES DE CRISTO

    Perceba a pequena expressão com grande voz. Esse é o final de três situações registradas em que Cristo gritou. Em cada uma dessas ocasiões, uma ressurreição aconteceu!

    O CLAMOR EM BETÂNIA (Jo 11.43,44).

    O CLAMOR NO CALVÁRIO (Mt 27.50-53).

    O CLAMOR NO SEU RETORNO (1Ts 4.16).

    (Veja Os clamores de Cristo, a seguir)
  5. Uma ressurreição: os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro (1Ts 4.16).
  6. Um arrebatamento: depois, nós os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens (1Ts 4.17).
  7. Uma reunião: a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor (1Ts 4.17).
  8. Uma segurança: Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras (1Ts 4.18).

B. 1 Coríntios 15.51-53.

Quatro frases de 1 Coríntios 15.51-53 merecem uma atenção especial:

  1. Eis aqui vos digo um mistério. _ Qual é esse segredo ou mistério? Suponhamos que você comece a ler a Bíblia em Gênesis 1 até 1 Coríntios 14. Se você parasse de ler ali, já teria aprendido muitos fatos importantes, como a criação, o pecado do homem, o dilúvio, Belém, Calvário, a ressurreição e a existência do céu e inferno. Mas você seria forçado a concluir que um cristão pode ir para o céu apenas depois de morrer fisicamente. As duas exceções são Enoque (Gn 5.24) e Elias (2Rs 2.11), mas, além desses dois, seria claro que os crentes precisam andar o caminho da cova para alcançar o objetivo da glória. Mas agora o segredo foi revelado, e aqui está: milhões de cristãos um dia irão alcançar o céu sem morrer! Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados (1Co 15.51). Isso é, então, o mistério do arrebatamento!
  2. Todos seremos transformados [...] num abrir e fechar de olhos.
  3. Ante a última trombeta. Em pelo menos três passagens bíblicas envolvendo o arrebatamento, uma trombeta é mencionada (1Co 15.52; 1Ts 4.16; Ap 4.1). Como devemos entender isso? O Dr.J.Dwight Pentecoste escreve: A frase "a trombeta de Deus" é significativa, pois, no Antigo Testamento, a trombeta era usada para duas coisas - convocar para a batalha e para a adoração. (Prophecy for Today.p.30). Qual dos dois significados, entretanto, está envolvido no arrebatamento? Ambos os significados estão em mente, um direcionado aos anjos e outro aos crentes.
    1. Para os anjos, o toque da trombeta significará "Preparem-se para a batalha!". De acordo com várias passagens do Novo Testamento (Jo 14.30; Ef 6.12; 1Jo 5.19), esse mundo atual jaz nas mãos do maligno, o diabo; e a atmosfera, em si, está repleta do seu perverso poder e presença. Satanás, obviamente, irá resistir aos crentes sendo arrebatados em seu domínio, que estão sendo libertos do seu perverso sistema mundial. Portanto, a trombeta comanda aos anjos "Preparem-se para a batalha! Abram caminho para o arrebatamento dos corpos ressurretos e dos crentes que vivem!".
    2. Para todos os crentes, o toque da trombeta significará "Preparem-se para adorar!" (Nm 10.1-3). [...] Em relação à trombeta do arrebatamento, Números 10.4 parece ser especialmente significativo: Mas, quando tocar uma só [trombeta], então, a ti se congregarão os príncipes, os cabeças dos milhares de Israel. No arrebatamento, uma trombeta é tocada, sugerindo que, na visão de Deus, todos os crentes ocupam uma posição de suma importância! Somos todos príncipes na mente de Deus.
  4. Porque convém que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade e que isto que é mortal se revista da imortalidade.
    1. Incorruptibilidade: o ato supernatural em que o corpo dos crentes que se foram será ressuscitado.
    2. Imortalidade: o ato supernatural em que o corpo dos crentes que vivem será transformado.

Há alguma coisa que precisa acontecer para que o arrebatamento ocorra?

A surpreendente resposta parece ser sim! Um evento final deve acontecer, e esse evento é o acréscimo do último pecador arrependido à Noiva de Cristo pelo Espírito Santo. Portanto, quando a Noiva estiver pronta, o Noivo irá aparecer. Todo o livro de Efésios parece sugerir isso (veja Ef 1.10,22,23; 2.21; 4.4,13,16; 5.22-33).

Uma verdade bastante prática pode ser vista aqui. De acordo com Atos 2, o primeiro convertido foi acrescentado ao Corpo de Cristo no Pentecostes. Que ocasião deve ter sido, com 3 mil pessoas respondendo ao "apelo no altar" de Pedro. E Deus providenciou 120 "obreiros pessoais" para atendê-los (At 1.15; 2.1).

Sabemos que o próprio Deus registra tudo. Talvez, um dia, no Tribunal de Cristo, um desses 120 ouça o Mestre dizer: "Bem está, bom e fiel servo. Colocaste o primeiro ser no corpo espiritual!". A qualquer momento, um dia, um ganhador de almas irá apontar algum pecador perdido para o Salvador, e tudo estará terminado!

Existe diferença entre o arrebatamento e a segunda vinda?

Embora esses dois estejam unidos de forma inesperável, eles não são o mesmo. Em essência, o arrebatamento introduz a grande tribulação, enquanto a segunda vinda conclui.

A. O arrebatamento.

  1. Cristo vem nos ares (1Ts 4.16,17).
  2. Ele vem pelos Seus santos (1Ts 4.16,17).
  3. O arrebatamento é um mistério, ou seja, uma verdade desconhecida nos tempos do Antigo Testamento (1Co 15.51).
  4. Nunca é dito que a vinda de Cristo para os Seus santos é precedida por sinais no céu.
  5. O arrebatamento é identificado com o Dia de Cristo (1Co 1.8; 2Co 1.14; Fp 1.6,10).
  6. O arrebatamento é apresentado como uma época de bênção (1Ts 4.18).
  7. O arrebatamento acontece em um momento, no piscar de olhos (1Co 15.52). Isso implica que ele não será testemunhado pelo mundo.
  8. O arrebatamento parece envolver, primeiramente, a Igreja (Jo 14.1-4; 1Co 15.51-58; 1Ts 4.13-18).
  9. Cristo virá como a brilhante estrela da manhã (Ap 22.16).

B. A segunda vinda.

  1. Ele vem a terra (Zc 14.4).
  2. Ele vem com os Seus santos (1Ts 3.13; Jd 1.14).
  3. O apocalipse não é mistério; é o assunto de muitas profecias do Antigo Testamento (Sl 72; Is 11; Zc 14).
  4. A vinda de Cristo com os Seus santos será anunciada por sinais celestiais (Mt 24.29,30).
  5. O apocalipse é identificado com o Dia do Senhor (2Ts 2.1-12).
  6. A ênfase do apocalipse é o julgamento (2Ts 2.8-12).
  7. O apocalipse será visível por todo o mundo (Mt 24.27; Ap 1.7).
  8. O apocalipse envolve, primeiramente, Israel, e, depois, envolve também as nações gentias (Mt 24.1; 25.46).
  9. Cristo vem como o sol de justiça, com a cura em suas asas (Ml 4.2).

Os crentes do Antigo Testamento serão ressuscitados no arrebatamento?

É a visão do Dr. Harold Willmington e da editora deste site que somente os indivíduos salvos entre o Pentecostes e o arrebatamento (ou seja, a Igreja) serão ressuscitados nessa época. Portanto, todos os santos do Antigo Testamento e os que foram martirizados durante a grande tribulação serão ressuscitados ao final do milênio. Essa ressurreição referida como a primeira ressurreição em Apocalipse 20.6, em contraste com a segunda ressurreição (época em que os mortos não salvos serão ressuscitados), que ocorre ao final do milênio (Ap 20.11-15).

O que acontecerá aos corpos dos crentes que se foram e dos que ainda estão vivos durante o arrebatamento?

Paulo descreve uma mudança dupla em 1 Coríntios 15.51-53.

A. Sobre os corpos deteriorados dos crentes que se foram, isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade.

B. Sobre os corpos de carne e osso dos crentes que estão vivos, isto que é mortal se revista da imortalidade.

Para compreender esse conceito, vamos comparar um ser humano a um automóvel. Nessa metáfora, o carro representará o corpo, e o motorista representará a alma. Embora o motorista/alma, carro/corpo estejam bastante conectados, eles não são um e o mesmo! O motorista possui um carro, mas ele é uma pessoa. A alma tem corpo, mas ele é uma pessoa. Para continuar essa analogia, quando o carro para de funcionar, o motorista sai dele, fazendo com que o automóvel seja colocado em um ferro velho. Quando o corpo para de funcionar (morte física), a alma (pessoa) sai dele, fazendo com que a carne seja colocada em um cemitério. Na metáfora do corpo/alma, o cristão parte para estar com Cristo, esperando a ressurreição de um novo corpo. Na verdade, há sugestões bíblicas de que ele talvez receba um corpo temporário até que o antigo seja ressurreto (veja 2Co 5.1; Ap 6.9-11).

Portanto, para recapitular o que Paulo diz em 1 Coríntios 15.51-53 sobre o corpo dos crentes que se foram e os que ainda vivem: isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade e que isto que é mortal se revista da imortalidade.

O que acontecerá a crianças que ainda não nasceram (que estão no ventre de mulheres salvas), bebês e crianças pequenas no arrebatamento?

A. Crianças que ainda não nasceram.

As Escrituras ensinam claramente que Deus vê os que estão para nascer como verdadeiros seres humanos! (Veja Sl 139.13-16; Jr 1.5; Lc 1.41-44; Gl 1.15)

B. Bebês.

Davi testemunhou sobre a salvação de bebês (compare a última frase de 2 Samuel 12.23 com a última frase de Salmo 23.6).

C. Crianças pequenas.

Jesus reconheceu e exaltou a percepção de crianças pequenas. (Veja Mt 18.1-6,10; 19.13-15; 21.15,16)

Portanto, conclui-se que todos essas três classes de indivíduos subirão no arrebatamento!

Aqueles que não aceitaram a Cristo terão outra oportunidade após o arrebatamento?

Nessa questão, há três opiniões:

A. Sim, com base em Atos dos Apóstolos 2.21; Romanos 10.13; 1 Timóteo 2.4; 2 Pedro 3.9; Apocalipse 7.9-14.

B. Não, com base em 2 Tessalonicenses 2.8-12.

C. Depende.

Alguns fazem distinção entre os que, por quaisquer motivos, simplesmente foram negligentes em receber Jesus como Salvador e aqueles que o rejeitaram categoricamente (veja 2Pe 3.5)!

CONTINUE SEU ESTUDO! ARTIGO INTERESSANTE  DE CONTINUIDADE COM ESSE ACIMA. CLICK 

 

 

 

 

Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.
Mateus 11:28

leia a bíblia

Por Gospel+ - Biblia Online

 

 

divisão 

DIVISÃO

Visit COSTUMES BÍBLICOS's profile on Pinterest.

 

DIVISÃO

 

Aceite a Jesus! - Clique aqui!

Active Search Results

 DIVISÃO

DIVISÃO 
Dicio.com.br

 

DIVISÃO

Gospel+

Por Gospel+ - Gospel+ Noticias

 

Por Gospel+ - Gospel+ Noticias