Custom Search

Translate this Page
Ultimas Atualizações

Rating: 3.1/5 (5466 votos)



DIVISÃO 

 

Dicas de como ler a Bíblia.

Biblia 

 

   Diário Espiritual

Saiba como fazer

AQUI

⇓ 

Biblia

DIVISÃO

ORAÇÃO

SACERDOTAL DO SENHOR

JESUS CRISTO

 

 

 

0 RECENSEAMENTO

CLICK AQUI ↓

recenseamento

 

A PESSOA DE JESUS CRISTO
Cristo
 

 

 Eu não acredito em Predestinação... O que você tem a dizer sobre isso? Pode me mostrar biblicamente se isso é verdade?

TIRE SUAS DÚVIDAS

AQUI 

Predestinação

    

ANJOS
Anjos

  

O FRUTO DO ESPÍRITO

  

A DIÁSPORA JUDAICA
Judeus

 

Problemas de natureza sexual na igreja de Corinto. Click aqui ↓

Corinto

 

 

 

 

 

 

 

  

O PRIMEIRO DIA DA PÁSCOA

Reunindo a evidência dos quatro  Evangelhos, podemos sugerir a seguinte sequência de acontecimentos:

Veja JESUS - A RESSURREIÇÃO 

 

 

 

 

 

 

   

 

 

 

 

A PÁSCOA E A ÚLTIMA CEIA
Páscoa

 

A BÍBLIA DO PONTO DE VISTA FEMININO

Gênesis começa com o fato de que homens e mulheres foram criados iguais à vista de Deus e na presença um do outro. A criação de ambos é considerada muito boa (Gn 1.31).

LEIA MAIS

A Bíblia

 

Histórias da Criação

Histórias da Criação

 DIVISÃO

Seu pedido de oração aqui 

Em paz também me deitarei e dormirei, porque só tu, Senhor, me fazes habitar em segurança. Salmos 4:8
salmos
 

MAIS CURIOSIDADES BÍBLICAS GERAIS 
CURIOSIDADES


Estudando o Livro do Profeta Jeremias

Jeremias

Estudando o Livro do Profeta JEREMIAS

Introdução

Jeremias aparece no cenário histórico uns 100 anos depois de Isaías. Ele era membro de uma família sacerdotal de Anatote (Anata), uma localidade que ficava alguns poucos quilômetros ao norte de Jerusalém. Jeremias nasceu por volta do ano 650 a.C., e foi chamado para ser profeta de Deus em 627 a.C.. 2Rs 22--25; 2Cr 34--36 fornecem o contexto histórico das peofecias de Jeremias.

Quando Jeremias começou a anunciar a palavra de Deus ao povo de Judá, o poder dos assírios já estava entrando em decadência. Durante 40 anos, isto é, durante os reinados dos cinco últimos reis de Judá, Jeremias advertiu o povo sobre o desastre que se avizinhava e apelou, em vão, para que houvesse arrependimento. Com a morte do piedoso rei Josias, em 609, a situação política e religiosa piorou. Judá ficou no meio do fogo cruzado entre duas potências mundiais: a Babilônia, ao norte, e o Egito, em franca recuperação, ao sul.

A Babilônia levou a melhor, e acabaria se tornando o instrumento do juízo de Deus sobre o seu povo. Em 598/7 a.C., os babilônios derrotaram o reino de Judá e Nabucodonosor colocou Zedequias no trono em Jerusalém. Apesar do conselho de Jeremias, Zedequias rebelou-se contra a Babilônia e provocou a pior derrota que Judá já conhecera. Em 587 a.C., o exército de Nabucodonosor entrou em Jerusalém, destruiu a cidade e seu Templo, e levou o povo ao exílio.

Jeremias recebeu a oferta de uma vida confortável na corte, mas em vez disso preferiu permanecer em Judá. Quando Gedalias (o governador designado por Nabucodonosor) foi assassinado, o povo fugiu para o Egito, levando Jeremias consigo. Pelo que sabemos, ficou no Egito até o final da vida, ainda anunciando as palavras de Deus àqueles que se recusavam a ouvir.

Jeremias não foi o único profeta da sua época. Entre seus contemporâneos estavam Habacuque e Sofonias, bem como Ezequiel, que se encontrava entre os exilados na Babilônia. (A história de Daniel se passa na corte da Babilônia, começando em 605 a.C.) Mas Jeremias se destaca. Era uma figura solitária, alguém que ficou isolado por trazer uma mensagem de Deus que o tornava cada vez menos popular e que foi rotulado de traidor por defender a submissão à Babilônia. Ele foi preso e, muitas vezes, foi ameaçado de morte. Mas este homem sensível e inseguro jamais transigiu no que dizia respeito à mensagem de Deus.Ele não conseguia deixar de declarar o terrível destino que previa para o seu povo, e lamentou sua obstinada recusa em dar ouvidos. Os tempos eram difíceis; sua mensagem, sombria; no entanto, é errado descartá-lo como pessimista nato. Há um sólido fio de esperança que perpassa as profecias de Jeremias. Passado o juízo, depois do exílio, Deus iria restaurar a alegria e a prosperidade do seu povo na sua terra natal.

Os últimos reis de Judá:

reis

O livro

É melhor ver o livro de Jeremias, a exemplo de outros livros proféticos, como uma antologia de suas mensagens, que se desenvolveu a partir do rolo que ele ditou a Baruque (cap. 36), sendo que várias partes foram acrescentadas com o passar do tempo. É impressionante uma mistura de formas literárias: prosa e poesia, deboches e lamentações, parábolas dramatizadas, biografia e história. O material não está organizado em ordem cronológica, o que dificulta a determinação das datas de algumas partes. Os fatos principais da vida de Jeremias aparecem na tabela abaixo e as datas são indicadas no texto sempre que possível.

Principais acontecimentos da vida de Jeremias
627 Jeremias é chamado para ser profeta de Deus. Morte de Assurbanipal, último grande rei da Assíria.
621 Descoberta do livro da Lei. Início da grande reforma do rei Josias.
612 Nínive, capital da Assíria, é tomada pelos babilônios.
609 O exército egípcio marcha para o Norte para amparar a combalida Assíria. Josias o intercepta em Megido e é morto. Ao voltar da Assíria, o Faraó Neco depõe o novo rei Jeoacaz, colocando Jeoaquim no trono.
605 O exército egípcio é fragorosamente derrotado em Carquemis por Nabucodonosor, rei da Babilônia.
604 Nabucodonosor subjuga a Síria, Judá e cidades dos filisteus.
598 Aliança com o Egito traz o exército babilônico de volta a Judá.
597 Morre o rei Jeoaquim, e Jerusalém é derrotada pelos babilônios, após um cerco de dois meses. O novo rei, Joaquim, é deportado com outros para a Babilônia. Seu tio Zedequias, é colocado no trono.
588 Sob pressão do partido pró-Egito, Zedequias se rebela contra a Babilônia. Jerusalém é sitiada por 18 meses.
587 O exército babilônico entra em Jerusalém. O povo é deportado; a cidade, saqueada e queimada; o templo, destruído. Três meses depois, o governador Gedalias é assassinado. Jeremias é levado ao Egito.

A mensagem

A mensagem de Jeremias pode ser resumida em termos gerais como segue:

 A princípio ele conclama ao arrependimento sincero: se o povo voltasse para Deus, o juízo seria cancelado.

 A partir do momento em que o rolo foi queimado (cap. 36: o quarto ano do rei Jeoaquim), ele passou a dizer que o juízo era inevitável. Eles seriam derrotados pelos babilônias. A melhor escolha era submeter-se a eles.

 Após a queda de Jerusalém em 587 a.C., Jeremias animou o povo aflito, dizendo que o propósito de Deus não havia mudado (31.31-34); ele trataria de restaurá-los. As profecias lidam com o fato de que a antiga aliança do Sinai, que unia Deus e o povo, havia sido quebrada. Em breve haveria uma nova aliança.

Ao contrário de outros profetas, Jeremias muitas vezes revela como ele se sentia. Merecem destaquem as "confissões" de Jeremias, em que ele fala de suas lutas com Deus: veja 11.18--12.4; 15.10-21; 18.19-23; 20.7-18. Veja também "Retrato de Jeremias".

Jr 1--45 A vida de Jeremias e as suas mensagens ao povo de Deus.

A primeira parte do livro contém todas as profecias que Jeremias anunciou a seu próprio povo. Esta parte tem várias subdivisões. Os caps. 2--25 registram profecias contra Judá e Jerusalém durante os reinados de quatro reis: Josias, Jeoaquim, Joaquim e Zedequias. Os caps. 26--45 se relacionam com acontecimentos na vida de Jeremias. Nesta seção, os caps. 37--45 dão destaque ao que aconteceu com o profeta durante e depois do reinado de Zedequias, antes e depois da queda de Jerusalém.

Jr 1 ao 4

Jr 1: O profeta relutante

A data era 627 a.C. Jeremias era um jovem, provavelmente com pouco mais de vinte anos e tão relutante em se tornar porta-voz de Deus quanto Moisés havia sido antes dele (Êx 3.10--4.17). Mas de uma coisa ele não tinha dúvida. Sua mensagem era uma palavra do próprio Deus. "A mim veio a palavra do Senhor" é um refrão que se repete no livro, do início ao fim. Nisto se baseava sua certeza e era isto que o impelia em sua missão.

Jeremias logo recebeu uma visão ( 11-19). Deus mostrou e explicou ao profeta o que ele iria fazer , o que Jeremias deveria dizer ao povo. Eles não estariam dispostos a ouvir. Estariam contra Jeremias desde o início. Mas Deus o protegeria. O padrão de toda a vida de Jeremias foi determinado nesse seu primeiro encontro com Deus.

Vs. 1-3  Veja introdução

V. 10 O ministério do profeta é negativo e positivo, destrutivo e construtivo, tem a ver com juízo e promessa. Ele falaria a seu próprio povo e também às nações.

Amendoeira... vigiando (11-12) As duas palavras soam parecido em hebraico:"shaqed" e "shoqed".

V.13 As forças da Babilônia eram como um caldeirão prestes a derramar seu conteúdo fervendo sobre Judá. Nesse período da história judaica, o perigo sempre vinha do norte: primeiro, os poderosos exércitos da Assíria; depois, na época de Jeremias, os babilônios.

Jr 2.1--3.10: A infidelidade do povo de Deus

Os caps. 2--24 reúnem contra Judá e Jerusalém. Jeremias começa (2.1-3) com uma descrição singela do "primeiro amor": a época em que o povo era fiel a Deus, quando Deus o guiou para a sua nova terra, protegendo-o do perigo.

Mas, uma vez em Canaã, Israel traiu a Deus (4-8). E agora Deus apresenta sua causa contra eles (v. 9 e seguintes). As nações pagãs pelo menos eram leais a seus ídolos (10-11), ao contrário do povo do Deus vivo. A culpa deles é apresentada numa série de descrições marcantes. Eles preferiam sua própria água poluída à fonte de água fresca oferecida por Deus (13). Preferiam pedir ajuda ao Egito e à Assíria em vez de confiar em Deus (18). A vinha de Israel se tornou uma vinha brava (21). Como uma esposa transformada em prostituta qualquer, a nação correu atrás de deuses estrangeiros (20,23-25,33; 3.1-10).

panela de barro

Uma das primeiras visões de Jeremias foi a de uma panela prestes a derramar. A destruição estava "fervendo" sobre o povo de Deus e vinha da Babilônia, a grande potência do Norte.

3.6-10: "Israel" aqui se refere ao reino do norte, cujo povo havia sido levado para o exílio um século antes, em 722/1 a.C. a.C. (v. 8). As reformas religiosas do rei Josias (começadas em 621 a.C.), embora extensivas, não mudaram o coração do povo. Deus diz que o povo não voltou a ele com sinceridade. Era apenas fingimento.

Baal (2.8) O deus cananeu.

Chipre... Quedar (2.10) De leste a oeste  (Quedar fica na Arábia): todo o mundo pagão.

2.13 Compare as palavras de Jesus: Jo 4.13-14; 7.37.

Mênfis... Tafnes (2.16) Cidades do Egito. Mênfis ficava perto do Cairo; Tafnes era uma cidade fronteiriça no delta oriental do Nildo, na rota para a Palestina.

Estranhos (2.25, ARA) Os deuses estrangeiros (NTLH).

3.1 O que este versículo descreve era proibido pela Lei (veja Dt 24.1-4).

Jr 3.11--4.4: "Volte, ó Israel"

Deus ainda estava pronto a salvar o seu povo, se eles realmente se arrependessem. Ele os traria de volta do exílio como nação unida (3.18), cuja adoração seria uma realidade viva e não um mero ritual (3.16; 4.4 e compare 31.31-34).

A arca da aliança (3.16) Ficava no Lugar Santíssimo, no Templo, e dentro dela havia uma cópia da Lei. Ela não mais seria necessária quando a lei de Deus estivesse escrita no coração de todos.

A coisa vergonhosa (24, ARA) Um eufemismo para "Baal". NTLH traduziu por "Baal, o deus da vergonha".

4.4 Todos os meninos dos hebreus eram circuncidados ao oitavo dia, como sinal de que entraram no relacionamento da aliança com Deus (Gn 17.1-14). (Não havia circuncisão feminina, mas as mulheres de Israel também eram povo da aliança de Deus.) Contudo, nenhuma marca externa podia transformar uma pessoa em filho de Deus se não houvesse ao mesmo tempo uma "circuncisão" do coração, da mente e da vontade.

Jr 4.5-31: Desastre iminente

Destruição e devastação estavam prestes a cair sobre Judá. Jeremias recebeu uma antevisão da ruína da nação diante do exército babilônio, o isto o encheu de horror inexprimível (19-31).

V.5 A trombeta soava o alarme de guerra.

V.11 O vento muito quente do deserto é um símbolo de destruição.

Dã (15) Cidade do extremo norte do país, a primeira a ser  invadida pelo exército inimigo.

Vs. 19-21 Expressão da tristeza de Jeremias; ou, possivelmente, da terra; ou, ainda, de Jerusalém.

V.23 Deus estava desfazendo a terra; veja Gn 1.2.

V.30 Descrição de Jerusalém (a "filha de Sião"), ainda impenitente, ainda em busca de auxílio estrangeiro.

Você estudou do cap. 1 ao 4

Continue seu estudo clicando nas figuras abaixo: 

Jeremias

Jeremias

Caps. 5 ao 22

Jeremias

Jeremias

Caps. 37 ao 52

Jeremias

Jeremias

Caps. 23 ao 36

Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.
Mateus 11:28

leia a bíblia

Por Gospel+ - Biblia Online

 

 

divisão 

DIVISÃO

Visit COSTUMES BÍBLICOS's profile on Pinterest.

 

DIVISÃO

 

Aceite a Jesus! - Clique aqui!

Active Search Results

 DIVISÃO

DIVISÃO 
Dicio.com.br

 

DIVISÃO

Gospel+

Por Gospel+ - Gospel+ Noticias

 

Por Gospel+ - Gospel+ Noticias